Considerado um dos maiores autores de novelas do Brasil, Manoel Carlos assinou alguns dos principais clássicos da teledramaturgia do país. O criador das Helenas é o responsável por êxitos como Baila Comigo (1981), Por Amor (1997) e Laços de Família (2000), entre outras.

A atriz Julia Almeida e seu pai, o autor Manoel Carlos
A atriz Julia Almeida e seu pai, o autor Manoel Carlos (reprodução)

Aposentado após Em Família (2014), o autor está com 91 anos. Diagnosticado com doença incurável, Maneco atualmente vive recluso em seu apartamento na Zona Sul do Rio de Janeiro – onde ambientou a maior parte de suas novelas, diga-se.

Afastado do trabalho, Maneco fez um pedido especial à filha, a atriz e empresária Julia Almeida: organizar seus arquivos e garantir que seu trabalho seja conhecido pelas próximas gerações.

Diagnóstico de doença

Autor de sucessos como História de Amor (1995) e Mulheres Apaixonadas (2003), Manoel Carlos se aposentou das novelas após Em Família (2014), trama que recentemente foi resgatada pela Globo por meio do Projeto Originalidade, do Globoplay.

Em entrevista ao jornal O Globo, em 1º de maio de 2024, a atriz e empresária Julia Almeida contou que, há seis anos, Manoel Carlos foi diagnosticado com Parkinson. Desde então, ele tem passado a maior parte do tempo em seu apartamento, sendo cuidado pela esposa Elizabety e assessorado por médicos e acompanhantes.

Julia revelou ainda que o pai vive uma vida tranquila, gosta de ouvir música clássica e jazz, e se dedica à fisioterapia. Ele também lê os jornais e costuma acompanhar as reprises de suas novelas. No entanto, Maneco não acompanha novelas novas, apenas telejornais.

Missão dada para a filha

Manoel Carlos em foto recentemente divulgada nas redes sociais
Manoel Carlos em foto recentemente divulgada nas redes sociais

Na mesma entrevista, Julia Almeida contou que viveu fora do Brasil e retornou em 2020, pouco antes da pandemia de Covid-19. No começo do ano passado, Manoel Carlos se sentou com ela e lhe fez um pedido especial: que assumisse o comando da Boa Palavra, produtora criada por ele em 2005.

Desde então, Julia se dedica a organizar os arquivos do autor, compostos por mais de sete mil caixas contendo sinopses inéditas, livros, prêmios e fotos, entre outros objetos pessoais. Para o trabalho, ela conta com a ajuda de uma pequena equipe.

“Ele quis as coisas dele organizadas. Estava uma bagunça. Fui criada vendo meu pai e minha mãe trabalhando juntos, como parceiros, criando e construindo esse legado. Minha missão é reunir esses arquivos todos, não só os que já viram, porque tem muita coisa nova, e fazer com que a nova geração tenha acesso à marca do Manoel Carlos”, explicou.

“Ele está deixando um legado muito importante para o nosso país, não só para a História da televisão brasileira, mas para todos nós. Essa coisa que ele criou de colocar a Bossa Nova junto com o Leblon. Ele mudou a estrutura do bairro. Até hoje é tão misterioso o porquê das Helenas… Tem as histórias das famílias, as causas sociais em todas as novelas. Minha missão é trazer isso para o universo de hoje”, analisou a atriz, que atuou em várias tramas do pai.

Projetos

Julia Almeida contou ainda que ideias já começam a surgir a partir da organização do acervo de Manoel Carlos. Um de seus projetos é uma biografia sobre o autor, que está em fase de entrevistas e deve ser lançada no ano que vem.

Quanto às sinopses inéditas escritas por Maneco, a atriz e empresária diz que ainda não há um plano concreto para elas.

“Cada projeto vai ser pensado de uma forma, com calma. Pode ser um filme, pode ser uma série. Pode ser que alguém desenvolva ali em cima uma história. A ideia é pensar em cada sinopse e obra inédita de uma forma singular. Sempre mantendo a raiz dele, mas, claro, tem que ter a linguagem dos dias de hoje”, adiantou.

Compartilhar.
Avatar photo

André Santana é jornalista, escritor e produtor cultural. Cresceu acompanhado da “babá eletrônica” e transformou a paixão pela TV em profissão a partir de 2005, quando criou o blog Tele-Visão. Desde então, vem escrevendo sobre televisão em diversas publicações especializadas. É autor do livro “Tele-Visão: A Televisão Brasileira em 10 Anos”, publicado pela E. B. Ações Culturais e Clube de Autores. Leia todos os textos do autor