Viva bate TV aberta com novela de Regina Duarte e trama dos anos 80

Whatsapp

O Canal VIVA está em festa! Dados de audiência obtidos com exclusividade pela coluna comprovam a liderança do VIVA na TV Paga pelo terceiro ano consecutivo, entre os meses de janeiro e maio. Em determinados horários, com as novelas Pão-Pão, Beijo-Beijo (1983), Páginas da Vida (2006) – estrelada por Regina Duarte – e O Beijo do Vampiro (2002), o VIVA abriu vantagem sobre emissoras abertas.

Páginas da Vida

Nos cinco primeiros meses de 2022, o canal atingiu 2,6 milhões de pessoas em média por dia, incluindo usuários do Globoplay. O índice aponta para recorde de consumo no horário nobre (18h-1h) e no total do dia, tendo o público mais fiel da história.

Cabe lembrar que, entre 18h e 1h, o VIVA inseriu minisséries e folhetins mexicanos. Marimar (1994), clássico da Televisa estrelado por Thalia, emplacou 2,1 milhões de espectadores por capítulo inédito na média/mês, na TV Paga e no streaming.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Manoel Carlos arrebata noveleiros

Páginas da Vida

Páginas da Vida, que chega ao fim nesta sexta-feira (15), é a novela de maior público considerando os dois horários de exibição entre segunda e sábado, os episódios transmitidos até 14 de junho e a média/mês: 647 mil pessoas por dia.

Alma Gêmea (2005) ostenta 604 mil, enquanto Pão-Pão, Beijo-Beijo assegura 558 mil espectadores e O Beijo do Vampiro mantém 349 mil.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Anos 1980 em alta

Pão-Pão, Beijo-Beijo

Outro dado importante diz respeito à concorrência, dentro da TV Paga, com canais abertos. Nos dois horários de exibição, Pão-Pão, Beijo-Beijo leva o VIVA para a 3ª colocação entre os mais assistidos, atrás apenas de duas emissoras abertas.

Páginas da Vida no período vespertino e O Beijo do Vampiro no horário noturno repetem o feito de ‘Pão-Pão’. Considerando apenas canais pagos, Alma Gêmea lidera à tarde e ocupa a segunda posição à noite.

Os dados desta matéria correspondem aos do Painel Nacional de Televisão (PNT), que afere os índices de 15 regiões.



Leia também