Uma das melhores novelas de Manoel Carlos terminava em 1996 na Globo - TV História

Uma das melhores novelas de Manoel Carlos terminava em 1996 na Globo

Whatsapp

Exibida entre 3 de julho de 1995 e 1º de março de 1996, História de Amor foi uma novela das seis marcante e mais uma grande trabalho do autor Manoel Carlos, dirigido com maestria pelo competente Ricardo Waddington.

A trama, como não poderia deixar de ser, gira em torno de Helena (Regina Duarte), uma mulher batalhadora que enfrenta a gravidez prematura de sua filha Joyce (Carla Marins), uma garota mimada, prepotente e voluntariosa, que engravida de um playboy de caráter duvidoso (Caio – Angelo Paes Leme), que a abandona sem sentir remorso. Helena é separada do pai da garota, o machista Assunção (Nuno Leal Maia), que não consegue aceitar a situação da filha.

Em meio a todos esses problemas familiares, a protagonista muito bem escrita por Maneco acaba se apaixonando e sendo correspondida pelo endocrinologista Carlos Alberto (José Mayer), homem que está prestes a se casar com Paula (Carolina Feraz), uma patricinha arrogante e possessiva que não admite o fim do relacionamento, e cujos pais (Zuleika – Eva Wilma e Rômulo – Cláudio Corrêa e Castro) depositavam todas as esperanças neste enlace para tirar a família da decadência financeira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Mas além de ter que enfrentar este outro problema, Helena ainda arruma outro, pois o médico é alvo da obsessão de Sheyla (Lilia Cabral), ex-mulher que nunca se esqueceu dele e usa de todas as dissimulações possíveis para tê-lo de volta, incluindo uma falsa-amizade com a protagonista.

A novela também abordou com competência a questão do câncer de mama, através de Marta, personagem muito bem interpretada por Bia Nunnes. A paraplegia de Assunção, que perdeu a vontade de viver, só conseguindo recuperar a autoestima através do esporte, também foi muito bem abordada pelo autor.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Como toda novela de Manoel Carlos, o cotidiano foi o foco central, assim como as relações amorosas, como o próprio título da novela descrevia tão bem. O autor, inclusive, precisou alterar seu plano inicial, por causa do Ministério da Justiça. Isso porque Helena e Joyce disputariam o mesmo homem, no caso Carlos. Mas a relação não foi construída, se baseando, então, exclusivamente nas brigas entre mãe e filha por causa do bebê que a garota esperava de Caio.

Maneco, aliás, realizou seu desejo no ano 2000, com a ótima Laços de Família, com a relação de Camila (Carolina Dieckmann) e Helena (Vera Fischer) com Edu (Reynaldo Gianecchini).

Mais recentemente, também houve esta questão na fracassada Em Família, com Helena (Júlia Lemmertz) e Luiza (Bruna Marquezine) com Laerte (Gabriel Braga Nunes).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Entre os bons nomes do elenco desta marcante novela das seis, estão Regina Duarte, impecável como Helena; Lilia Cabral, perfeita na pele de uma mulher obsessiva; Carolina Ferraz, ótima com sua patricinha Paula; José Mayer em mais um grande desempenho; Carla Marins muito bem no melhor papel de sua carreira; assim como Nuno Leal Maia, Bia Nunnes, Eva Wilma, Cláudio Corrêa e Castro, Angelo Paes Leme, José de Abreu, Umberto Magnani, Ana Rosa, Rosane Gofman, Cristina Prochaska e os saudosos e extremamente talentosos Sérgio Viotti, Sebastião Vasconcelos, Marly Bueno e Yara Cortes.

História de Amor foi uma das melhores e mais elogiadas novelas do Manoel Carlos. Uma boa e bem escrita história sempre é muito prazerosa de ser acompanhada e o público comprovou isso, inclusive, nas reprises no Vale a Pena Ver de Novo e no canal Viva. Agora, esperamos pela sua chegada no Globoplay.



Leia também