Entre sucessos e fracassos, apenas três atrações que estrearam há 20 anos continuam no ar - TV História

Entre sucessos e fracassos, apenas três atrações que estrearam há 20 anos continuam no ar

Whatsapp

De 18 programas que estrearam há exatamente 20 anos, ao longo de 2001, somente três deles continuem no ar. Desses três, somente um continua ininterruptamente sendo exibido, mesmo que já tenha trocado de apresentador mais de uma vez. Evidentemente, não estamos considerando novelas nesse levantamento.

Das atrações que continuam no ar, o Brasil Urgente é a mais perene. Estreou em 3 de dezembro de 2001, no final das tardes da Band, com apresentação de Roberto Cabrini.

José Luiz Datena, que comanda o programa até hoje, assumiu o posto em 10 de março de 2003, mas teve uma curta passagem pela Record entre junho e julho de 2011, quando foi substituído por Luciano Faccioli. Além da Datena, seu filho Joel também apresenta o jornalístico e deverá ser o sucessor natural do pai no futuro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros dois programas continuam no ar, mas por vias tortas. O Melhor da Tarde, também da Band, estreou em 4 de junho de 2001 e ficou no ar até 23 de setembro de 2005. A atração foi resgatada recentemente pela emissora, sem nenhum integrante da equipe original. Cátia Fonseca apresenta a nova encarnação do programa de variedades desde 1º de março de 2018.

O terceiro e último caso também envolve a Band. Milton Neves, fenômeno do rádio paulistano nos anos 1980 e 1990, foi para a Record em 2001, onde estreou o Terceiro Tempo em 2 de dezembro daquele ano. A produção ficou no canal de Edir Macedo até 20 de dezembro de 2007.

Em 20 de abril do ano seguinte, estreou seu debate esportivo na Band. O programa ficou fora do ar somente entre 15 de abril de 2018 e 20 de janeiro de 2019, quando Milton apresentou o Show do Esporte, mas retomou seu lugar no fim das tardes de domingo da emissora.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Sucessos e fracassos

Entre os programas que não existem mais, podemos destacar atrações de sucesso e também fracassos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Entre os programas mais bem-sucedidos estão os seriados A Grande Família, que teve 14 temporadas e 485 episódios entre 29 de março de 2001 e 11 de setembro de 2014, e Os Normais, que teve vida mais curta, entre 1º de junho de 2001 e 3 de outubro de 2003.

Fenômeno de audiência do SBT, a primeira temporada da Casa dos Artistas estreou em 28 de outubro de 2001. O reality show ainda teve mais duas edições nesse formato e uma nova tentativa, para revelar protagonistas de novelas, foi ao ar em 2004. Mas a repercussão foi baixa e o programa foi enterrado para sempre.

Apesar de polêmico e sensacionalista, o Hora da Verdade, comandado por Márcia Goldschimidt na Band, ficou no ar entre 4 de junho de 2001 e 13 de fevereiro de 2004, mas beliscava alguns pontos no Ibope.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Netinho de Paula comandou o Domingo da Gente na tela da Record entre 18 de março de 2001 e 28 de maio de 2006; Monique Evans falou sobre sexo no Noite Afora, da RedeTV!, entre 26 de junho de 2001 e 31 de janeiro de 2004; na hora do almoço, Milton Neves discutiu futebol com convidados no Debate Bola, da Record, entre 2 de abril de 2001 e 30 de novembro de 2007; e João Kleber comandou o Canal Aberto, na RedeTV!, entre 7 de novembro de 2001 e 19 de março de 2004.

Entre os programas que não tiveram vida longa, o maior vexame foi o Sociedade Anônima, de Cazé Peçanha, que ficou no ar na Globo somente entre 8 de abril e 27 de maio de 2001, nas noites de domingo. A nova versão do Flash, que Amaury Jr. levou da Band para a Record ficou pouco tempo no ar; em 2002, o apresentador foi para a RedeTV!.

Outras atrações foram: Acampamento Legal e Domínio Público, de Otaviano Costa, na Record; e Curtindo uma Viagem, TJ Manhã e Disney CRUJ, do SBT. Todos terminaram em 2002.



Leia também