“Tô até engasgada”: jornalista da Globo se revolta contra CPI do padre Júlio Lancellotti

Daniela Lima fez desabafo contra os vereadores que assinaram pedido na Câmara de São Paulo

Whatsapp

A jornalista Daniela Lima fez um desabafo em seu programa ao vivo na GloboNews nesta quinta (4) ao comentar um pedido de CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara de São Paulo para investigar ONGs e entidades que fazem trabalho social com pessoas carentes e dependentes químicos na Cracolândia, localizada na região central da capital paulista.

Daniela Lima
Daniela Lima

Daniela se revoltou com os 23 vereadores que assinaram o pedido, liderado por Robinho Nunes (União Brasil), e disse que estava até “engasgada” ao dar a notícia.

Um dos alvos da CPI, caso seja instalada, é o padre Júlio Lancelotti, da Pastoral do Povo de Rua da Igreja Católica em São Paulo.

“Eu tô até engasgada. Pedi sabedoria pra tratar desse assunto hoje. É uma inversão. Investigar o tráfico, que graça na Cracolândia […] não querem, mas investigar o padre que dá comida e casaco quando ninguém mais quer olhar para aquela gente, aí vêm mais de 20 vereadores”, disparou.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Confira o vídeo com o desabafo abaixo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nota de repúdio

Padre Julio Lancelotti
Padre Julio Lancelotti

A reação de Daniela não foi a única. A Arquidiocese de São Paulo emitiu uma nota de repúdio se dizendo perplexa com o fato:

“Acompanhamos com perplexidade as recentes notícias veiculadas pela imprensa sobre a possível abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que coloca em dúvida a conduta do Padre Júlio Lancellotti no serviço pastoral à população em situação de rua”.

O assunto também está sendo muito discutido nas redes sociais, dividindo opiniões entre militantes de direita e de esquerda.

Whatsapp


Leia também