Sucesso de Nosso Lar 2 prova que proibição da Globo não faz sentido

Emissora segue mantendo novelas espíritas na gaveta, supostamente tentando não afugentar o público evangélico

Whatsapp

André Santana

Lançado em 25 de janeiro nos cinemas brasileiros, o filme Nosso Lar 2 – Os Mensageiros já pode ser considerado um dos grandes sucessos do país. O longa de Wagner de Assis bateu mais de 1 milhão de espectadores em apenas 10 dias, um feito e tanto diante da concorrência acirrada com blockbusters internacionais que dominam as salas de cinema.

Edson Celulari em Nosso Lar 2
Edson Celulari em Nosso Lar 2

Baseado no livro Os Mensageiros, psicografia de Chico Xavier pelo espírito de André Luiz, o longa espírita vem mostrando que o brasileiro se interessa pela temática. Tanto que outros filmes do segmento fizeram e fazem sucesso junto ao público e as novelas que tratam do tema estão entre os maiores êxitos da televisão brasileira.

Enquanto Nosso Lar 2 leva multidões aos cinemas, a Globo decidiu simplesmente ignorar este sucesso. Tanto que segue mantendo engavetadas suas novelas espíritas, como Alma Gêmea, supostamente como uma tentativa de não afugentar o público evangélico. Até quando?

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Espiritismo em alta

 

O sucesso de Nosso Lar 2 mostra o quanto o público brasileiro se interessa pela temática espírita. Mas não é preciso ir muito longe para chegar a esta conclusão. Basta pensar em alguns dos principais sucessos da televisão brasileira para constatar que, de fato, histórias espíritas são capazes de mobilizar plateias.

Na TV, foram várias as novelas que trataram do tema e encontraram boa resposta do público. Duas delas, inclusive, foram consideradas verdadeiros fenômenos. Em 1994, o remake de A Viagem levou a faixa das 19h da Globo a patamares de audiências comparáveis aos da novela das 20h.

11 anos depois, um fenômeno parecido aconteceu às 18h. Alma Gêmea, trama sobre reencarnação, se tornou um dos maiores sucessos do horário de todos os tempos. Em 2005, a novela também alcançou números comparáveis aos do horário mais nobre da Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tema vetado

Guilherme Fontes em A Viagem
Guilherme Fontes em A Viagem

Curiosamente, tanto A Viagem quanto Alma Gêmea figuravam entre as opções de novelas que poderiam substituir a Edição Especial de Mulheres de Areia (1993) na faixa das 14h40 da Globo. Porém, ambas perderam a vez para Cheias de Charme (2012).

A torcida era grande, principalmente para A Viagem. Afinal, assim como Mulheres de Areia, a trama é um remake de Ivani Ribeiro que está entre as novelas mais importantes da história da Globo. Além disso, em 2024, a trama completa 30 anos e uma reprise seria uma maneira de celebrar a marca.

Porém, a Globo optou por comemorar a efeméride no canal Viva, o que deixou muita gente decepcionada. A decisão de não reprisar A Viagem na TV aberta mostrou que há um fundo de verdade na informação do portal Notícias da TV, que noticiou, no ano passado, que novelas espíritas estariam vetadas na Globo aberta.

Segundo o NTV, a decisão teria partido de Amauri Soares, diretor geral dos Estúdios Globo. O executivo estaria de olho no crescimento do público evangélico e, por isso, temeria que novelas espíritas pudessem afastar essa parcela da audiência. Tanto que ele teria solicitado que os autores não apostassem no tema, além de vetar reprises. Porém, após a repercussão negativa da notícia, a Globo veio a público negar qualquer orientação nesse sentido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na prática…

Eduardo Moscovis e Liliana Castro em Alma Gêmea
Eduardo Moscovis e Liliana Castro em Alma Gêmea

A Globo nega que vetou tramas espíritas, mas, na prática, parece que a regra está realmente valendo. A decisão de restringir a comemoração dos 30 anos de A Viagem ao Viva deixou isso bem claro.

Até mesmo não recorrer a Alma Gêmea na Edição Especial deixa isso evidente. Afinal, trata-se de mais um grande sucesso de Walcyr Carrasco, autor que “inaugurou” a nova faixa de reprises com O Cravo e a Rosa (2000) e Chocolate com Pimenta (2003). Ou seja, reprisar Alma Gêmea seria um caminho óbvio e natural.

Porém, o sucesso de Nosso Lar 2 mostra o quanto a Globo está errada com tal decisão. O público gosta do tema e responde bem às histórias espíritas. Num momento em que o canal vem perdendo fôlego na audiência, abrir mão de “arrasa-quarteirões” do naipe de A Viagem e Alma Gêmea é jogar contra ela mesma. Um tiro no pé.

Whatsapp


Leia também