Novela mexicana: separação de Silvio Santos teve cantora como pivô, barracos e reviravolta - TV História

Novela mexicana: separação de Silvio Santos teve cantora como pivô, barracos e reviravolta

Whatsapp

Reconhecido como um dos personagens mais importantes da história da televisão, o dono do SBT, Silvio Santos, é uma verdadeira celebridade desde a década de 1960, quando a sua voz e aparência marcantes passaram a fazer parte do dia a dia dos brasileiros através da telinha. Porém, mesmo sendo uma das figuras mais conhecidas do país, sua vida pessoal é muito menos divulgada do que a profissional. Avesso a entrevistas, o apresentador e empresário, dono de um grupo que leva o seu nome, é mais “gente como a gente” do que se pode imaginar.

Um exemplo ocorreu na primeira metade dos anos 1990, quando enfrentou uma grave crise no casamento com a escritora Íris Abravanel que chegou ao ponto de se tornar um caso de polícia. Um roteiro digno das novelas mexicanas tantas vezes exibidas pelo SBT.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O histórico de brigas entre Silvio e Íris, motivadas principalmente por ciúmes, já havia tido capítulos anteriores, mas nada comparado ao enredo iniciado em novembro de 1992, na capital paulista, quando Íris fez uma denúncia contra Silvio, acusando-o de “abandono do lar”. De acordo com matéria da Folha de S.Paulo de 27 de novembro daquele ano, o primeiro boletim de ocorrência relativo ao caso assinalava que o apresentador “teria utilizado um caminhão de mudanças e retirado um cofre, quadros, obras de arte e alguns móveis do casarão do casal, situado na rua Antônio Andrade Rebelo, nº 470, no Morumbi. Fez registrar ainda que o empresário teria abandonado o lar e que também teria dormido fora de casa no fim de semana”.

Depois deste, outros dois BOs documentariam os desdobramentos. No primeiro, Luiz Sandoval, advogado de Silvio, denunciou o pai de Íris, Genaro Rubens Pássaro, que teria trocado fechaduras de portas da mansão do casal portando uma arma; já no segundo, foi negado que Silvio tivesse abandonado o lar.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A saga continuou na Justiça, mais exatamente na Vara de Família e Sucessões do Fórum de Santo Amaro, pois Íris requereu uma “separação de corpos”, o que ensejaria um pedido de divórcio. Em resposta, Silvio entrou com uma ação propondo o pagamento de uma pensão alimentícia mensal de US$ 15 mil à esposa e às quatro filhas do casal – Daniela, Patrícia, Rebeca e Renata. No entanto, a tentativa de conciliação fracassou.

Em 28 de novembro, o Jornal do Brasil já cravava a manchete “Fim de um casamento”, anunciando que o casal havia se separado após 16 anos de união. A crise ganhou contornos ainda mais folhetinescos com os rumores recorrentes (porém nunca confirmados) de que a cantora sertaneja Sula Miranda, a “Rainha dos Caminhoneiros”, teria sido a pivô da separação.

Contudo, a novela não seria tão breve. Na edição de 1º de dezembro da Folha de S.Paulo, o advogado de Íris, Silvio Rodrigues, acusava o apresentador de ter demitido os oito empregados da mansão do Morumbi, fazendo com que Íris e as filhas tivessem que se virar com as tarefas domésticas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em resposta, a advogada de Silvio Santos, Eliana Assaf da Fonseca, alegou que os funcionários haviam decidido sair por conta própria após a separação. Já em 18 de dezembro, o Jornal do Brasil noticiava que o valor da pensão alimentícia a ser paga por Silvio teria sido fixado em US$ 35 mil, acima dos US$ 15 mil inicialmente propostos por ele, mas bem abaixo dos US$ 64 mil pretendidos por Íris.

Reviravolta

Entretanto, como toda novela que se preze, houve uma reviravolta: o mesmo JB trazia, em 20 de janeiro de 1993, uma nota sobre o processo de reconciliação dos pais intermediado pelas filhas, embora tudo supostamente teria sido condicionado à demissão de Sula Miranda do SBT. De acordo com o jornal, Silvio Santos acatou e os entendimentos prosseguiram.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O capítulo final foi “ao ar” em 11 de março de 1993: o Jornal do Brasil publicou a matéria intitulada “Silvio e Íris agora são namorados”, ressaltando que o casal fez as pazes após um “ousado lance” do proprietário do SBT, que praticamente invadiu a mansão do Morumbi para propor a reconciliação.

A nova lua de mel foi comemorada em grande estilo, com jantares nos luxuosos restaurantes La Tambouille e Massimo, além de um show do grupo Gipsy Kings, no Olympia, onde foram flagrados por Hebe Camargo. Em seu programa, a icônica apresentadora do SBT relatou o encontro e sentenciou: “venceu o amor”.

Whatsapp


Leia também