André Santana

À frente do Encontro desde a saída de Fátima Bernardes, Patrícia Poeta e Manoel Soares transformaram a atração num verdadeiro “desencontro”. No ar há seis meses, a dupla não consegue se alinhar à frente do matinal da Globo.

Encontro com Patrícia Poeta

O descompasso dos apresentadores se tornou visível já na estreia, quando Patrícia Poeta assumiu a liderança e Manoel Soares passou a ser tratado como seu “parceiro”. No entanto, havia a expectativa de que a parceria fosse sendo azeitada com o tempo, o que ainda não aconteceu.

Protagonismo

Patrícia Poeta e Manoel Soares
Reprodução / Globo

Com a saída de Fátima Bernardes, a Globo mudou o nome de seu matinal para Encontro com Patrícia Poeta. Nos créditos iniciais da atração, tanto Patrícia quanto Manoel são identificados como apresentadores, mas é o nome da jornalista que aparece no título do programa.

Além disso, Patrícia Poeta sempre fez questão de assumir o protagonismo. Sua mania de chamar Manoel Soares de “parceiro” reforçou a impressão de que a apresentadora quer deixar claro que é a dona do programa. Isso sempre foi apontado por espectadores nas redes sociais.

Como se não bastasse, Patrícia Poeta tem dificuldades em dividir a cena. A apresentadora fala bastante, quase sempre interrompendo seus entrevistados e seu “parceiro”. Assim, em cena, Manoel está sempre mais apagado, como se não encontrasse espaço para dizer a que veio.

Esta situação vem rendendo críticas constantes ao Encontro desde sua estreia. No entanto, a direção da Globo se mostrou tranquila quanto à implantação da atração e avaliou que era uma questão de tempo para que a dupla de apresentadores ficasse mais afinada.

Mas…

Manoel Soares
Divulgação / Globo

Isso não aconteceu até agora. Patrícia Poeta e Manoel Soares continuam sem qualquer entrosamento em cena. E o “parceiro” da dona da atração segue sem grande espaço dentro do matinal. Neste início de ano, com a cobertura do BBB23, a distância entre Patrícia e Manoel ficou ainda mais evidente.

Nas redes sociais, são muitas as reclamações sobre a postura de Patrícia Poeta. Para muitos espectadores, ela continua ocupando todo o espaço do programa e parece ignorar a presença de Manoel.

No Twitter, o usuário Mauricio Mattoni, que é ator e estudante de fisioterapia, demonstrou incômodo quanto à participação do apresentador no Encontro.

“Sem entender a participação ou a quase nada participação do Manoel no Encontro. Gente???? O cara é foda, apresenta super bem e só dão visibilidade para Patrícia Poeta! Contratar uma pessoa preta só pra dizer que tá na luta contra o racismo [não] lhe faz menos racista não, tá?”, cravou.

“A Patrícia Poeta não deixa o Manoel nem dar bom dia sem ela interromper. Não entendo como ele aguenta continuar ali mudo, sem falar, sem opinar. Sendo que Manoel é gigante! E a apresentadora inconveniente com todos…”, respondeu uma internauta, identificada como Patricia Meirelles.

Omissão da emissora

Encontro - Manoel Soares e Patrícia Poeta
Reprodução / Globo

Já se passaram seis meses e a direção da Globo se mostra omissa quanto às inúmeras reclamações. Se a maneira como Patrícia Poeta comanda o Encontro gera tantas críticas, não seria o momento de a direção do programa intervir?

Dividir palco não é tarefa das mais fáceis. Sendo assim, falta ao programa alguém que delimite melhor os espaços e oriente Patrícia e Manoel em cena, justamente para que eles não se atropelem. Ao insistir em manter tudo como está, a emissora só faz queimar Patrícia Poeta. Uma direção de palco bem feita já resolveria boa parte deste problema.

Compartilhar.
Avatar photo

André Santana é jornalista, escritor e produtor cultural. Cresceu acompanhado da “babá eletrônica” e transformou a paixão pela TV em profissão a partir de 2005, quando criou o blog Tele-Visão. Desde então, vem escrevendo sobre televisão em diversas publicações especializadas. É autor do livro “Tele-Visão: A Televisão Brasileira em 10 Anos”, publicado pela E. B. Ações Culturais e Clube de Autores. Leia todos os textos do autor