Saída de Chaves abre rombo no Ibope e prejudica programas do SBT - TV História

Saída de Chaves abre rombo no Ibope e prejudica programas do SBT

A vida do SBT não tem sido fácil desde que a emissora foi impedida de transmitir as infindáveis reprises do seriado mexicano Chaves. A emissora de Silvio Santos ainda não conseguiu achar um novo coringa para a programação e perdeu fôlego em horários considerados estratégicos.

Levantamento obtido com exclusividade pela reportagem do TV História aponta que o SBT perdeu 24% de seu público nas manhãs de domingo. Em julho, Chaves marcou 4,1 de média na Grande São Paulo, em segundo lugar. Seu substituto, o Notícias Impressionantes, tem média de 3,1 pontos em suas exibições de setembro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Boa parte do público órfão das séries de Roberto Bolaños migrou diretamente para a Record. O bloco local do Record Kids, com episódios de Todo Mundo Odeia o Chris, cresceu mais de 34% entre julho e setembro: pulou de 3,2 para 4,3 e assumiu a vice-liderança entre 10h e 11h da manhã.

O desempenho baixo da programação matinal do SBT tem afetado diretamente a performance de um dos carros-chefe da programação da emissora, o Domingo Legal.

A atração comandada por Celso Portiolli estava em segundo lugar com folga quando era antecedida por Chaves. Agora, com o Notícias Impressionantes, é ameaçada pela Record: no último domingo, 13, marcou 6,2 pontos de média contra 6,0 da rival.

Fenômeno parecido também tem sido observado nas manhãs de sábado. A reprise de Patrulha Salvadora, primeira aposta da emissora para tapar o buraco deixado por Chaves, naufragou e durou apenas um mês no ar, sendo trocada por uma versão estendida do Sábado Animado, que ainda não conseguiu se impor diante da dupla Brasil Caminhoneiro e Fala Brasil.

Fora de São Paulo, a situação é ainda mais preocupante. Não era raro que as emissoras afiliadas ao SBT exibissem Chaves nos mais diversos espaços destinados teoricamente aos produtos regionais, como programas esportivos e noticiários.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em Curitiba, as aventuras do personagem de Bolaños eram exibidas entre 14h30 e 15h15 e foram substituídas pelo seriado Henry Danger, da Nickelodeon. A audiência fugiu: a série mexicana chegava a ter momentos na liderança, enquanto o enlatado gringo perde até mesmo para uma cambaleante A Hora da Venenosa, da RIC TV.

Já em Porto Alegre, a ausência de Chaves e Chapolin salvou a pele de Samuel Vettori, que estreou no início de junho como apresentador do Balanço Geral.

Os seriados ocupavam quase 3 horas da programação diária do SBT RS, e na maioria dos dias ficavam em segundo lugar. Agora, com Sam & Cat e Henry Danger, a emissora deixou de se aproximar do noticiário da Record.



Leia também