Saída da Globo e depressão: por onde anda Giulia Gam, a Heloísa de Mulheres Apaixonadas? - TV História

Saída da Globo e depressão: por onde anda Giulia Gam, a Heloísa de Mulheres Apaixonadas?

Whatsapp

Italiana de nascença e brasileira de coração, a “paulistana” Giulia Gam se tornou atriz no mesmo ano em que debutou, convidada por Antunes Filho, para a montagem de Romeu e Julieta, no teatro.

Com a companhia, viajou para diversos países, mas voltou ao Brasil em 1987, juntando-se a profissionais de renome, como Fernanda Montenegro e Gerald Thomas, culminando no convite de Roberto Talma para protagonizar os 15 primeiros capítulos de Mandala, como a jovem Jocasta. A famosa personagem seguiu na trama, sendo interpretada por Vera Fischer na segunda fase.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em 1988, teve outra grande protagonista: Luísa, na minissérie O Primo Basílio, contracenando com Marília Pêra e Tony Ramos. Sequencialmente, participou de outro sucesso, Que Rei Sou Eu, como a rebelde Aline.

Depois de uma participação em Vamp, ela voltou ao protagonismo em 1993, como a valente Linda Inês, de Fera Ferida.

Ela também foi nada menos que Dona Flor, sucesso de Jorge Amado, que virou minissérie na Rede Globo, em 1998. Na trama, ela viveu o famoso triângulo amoroso contracenando com Marco Nanini e Edson Celulari – respectivamente Teodoro e Vadinho.

Em 2003, teve um de seus mais famosos papeis, dando vida à histérica Heloísa, de Mulheres Apaixonadas, personagem de grande destaque na trama, pois abordou temas como crise conjugal, laqueadura, problemas psicológicos e muitos outros debates.

Ela participou ainda de Bang Bang (2005), Eterna Magia (2007), A Favorita (2008) e Ti-Ti-Ti (2010).

Mãe de Théo, do relacionamento com o jornalista Pedro Bial, Giulia voltou à mídia, no ano passado, por um triste papel: o da depressão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A imprensa relatou que após várias crises, sendo uma delas responsável por seu afastamento da novela Novo Mundo, a atriz esteve internada em uma clínica psiquiátrica, no Rio de Janeiro (RJ). No entanto, sua assessoria desmentiu a notícia, na ocasião, alegando que ela estava ensaiando uma nova peça de teatro.

Sua última novela na Globo foi Boogie Oogie (2014), onde viveu a vilã Carlota. Em Mister Brau (2017), fez sua última aparição na emissora, na qual ficou por 30 anos e teve o contrato rescindido.

Entretanto, Giulia ainda pode participar de produções da casa e do Grupo Globo, acertando contratos por obras, como é o caso da série Mal Secreto, de Mauro Mantovani, que teve as gravações interrompidas pela pandemia do coronavírus.



Leia também