Saiba o que aconteceu com o ator que fez o Delegado Sansão em O Cravo e a Rosa

Whatsapp

O desenrolar de O Cravo e a Rosa (2000) traz novos personagens para a novela, atualmente em edição especial na Globo. Um dos tipos em questão é o delegado Sansão, vivido por Paulo Hesse. O ator também participou da primeira versão da novela, na Tupi.

Paulo Hesse

Nascido em Caçapava, São Paulo, em 1º de abril de 1942 e formado na Escola de Arte Dramática, Paulo dedicou anos ao teatro e ao cinema, participando de filmes do gênero pornochanchada, como A Super Fêmea (1974), e da renovação dos longas-metragens brasileiros, como o suspense Bellini e a Esfinge (2002).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Carreira na TV

Paulo Hesse

Leia mais

A primeira novela foi Venha Ver o Sol Nascer na Estrada (1972), da Record. Em seguida, assinou com a Tupi, atuando em folhetins como O Sheik de Ipanema (1975), Cinderela 77 (1977) e Gaivotas (1979). A estreia na Globo se deu em Carga Pesada (1979). Já nos anos 1980, Hesse transitou por vários canais…

Deste período, destaque para as minisséries Anarquistas, Graças a Deus (1984) e Rabo de Saia (1984) e a novela Selva de Pedra (1986), todas da Globo. Também o humorístico Veja o Gordo (1987), que Jô Soares conduziu no SBT – onde atuou no remake de Éramos Seis (1994).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Participou das duas versões

Após Direito de Vencer (1997) e Mandacaru (1997), títulos da Record e da Manchete, Paulo Hesse voltou à Globo como Sansão, o delegado de O Cravo e a Rosa. Walcyr Carrasco e Mário Teixeira inspiraram-se em O Machão, que Ivani Ribeiro e Sérgio Jockyman desenvolveram para a Tupi em 1974. No sucesso da pioneira, Paulo viveu o Dr. Valcourt.

Em sua biografia, escrita pela jornalista Eliana Pace e lançada pela Coleção Aplauso em 2010, ele narrou um fato curioso sobre este trabalho:

“Meu personagem, o Delegado Sansão, ia aparecer somente em três capítulos, umas dez cenas no total, e como meu trabalho ia durar apenas uma semana, topei. Voltei para casa e depois de um mês, o Avancini me diz: ‘Paulo, seu personagem volta. Você está preso em algum compromisso?’. Acabei fazendo a novela toda. O engraçado é que ‘O Cravo e a Rosa’ vêm a ser um remake da novela ‘O Machão’, que tinha feito em 74. E em ‘O Machão’, eu também entrei para fazer apenas três capítulos e fui até o final”.

Hesse esteve ainda em Desejos de Mulher (2002), Paraíso Tropical (2007) e Água na Boca (2008), sendo o folhetim da Band o seu último trabalho na televisão até o momento.

Atualmente com 80 anos, Paulo Hesse reside em São Paulo (SP).

Whatsapp


Leia também