Saiba o que aconteceu com o ator que fez Geninho em Pão-Pão, Beijo-Beijo

Whatsapp

Quem tem acompanhado a reprise de Pão Pão Beijo Beijo no Viva já deve ter se encantado por Geninho, vivido pelo então ator mirim Paulo Vignolo. O garoto, filho de Guido (Mano Benvenutti) e Loreta (Renata Fronzi), diverte a todos com suas constantes brigas com o tio Gigio (Laerte Morrone).

Geninho

A amizade do garoto com Soró (Arnauld Rodrigues), de quem se aproximou quando chegou à casa da avó no Rio de Janeiro, é um dos destaques da trama escrita por Walther Negrão. Com o amigo, Geninho aprende as brincadeiras típicas do interior, como construir uma casa na árvore.

Mas se engana quem pensa que Paulo Vignolo abandonou a atuação após a novela, produzida em 1983. O profissional segue na ativa até hoje, mas em outro segmento do ofício de ator: a dublagem. Vignoli ostenta um currículo de grandes personagens e atores que ganharam a sua voz no Brasil.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Televisão

Pão Pão Beijo Beijo

Paulo Vignolo começou no teatro aos oito anos. Em seguida, emplacou comerciais de TV e participações em programas e novelas. Esteve em Sétimo Sentido (1981), foi o Pinóquio do Sítio do Picapau Amarelo (1981), e também o Riobaldo jovem em Grande Sertão: Veredas (1985).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O garoto também foi visto no especial Plunct Plact Zuuum… 1 e 2 (1983 e 1984), na Globo, e no programa As Aventuras do Tio Maneco (1981), na TVE Brasil. Paulo Vignolo também fez participações em episódios de Caso Verdade (1982), Você Decide (1992) e Caça Talentos (1996).

Seu trabalho também foi muito requisitado na publicidade, ficando muito conhecido como garoto-propaganda da Coca-Cola no início da década de 1980.

Eu, a Patroa e as Crianças

Eu, a Patroa e as Crianças

Um dos trabalhos mais marcantes de Paulo Vignoli na dublagem é a série Eu, a Patroa e as Crianças, que foi um grande sucesso nas tardes do SBT nos anos 2000 e 2010 e, atualmente, é exibida no Comedy Central. Na sitcom, ele interpretava o protagonista Michael Kyle, vivido pelo comediante estadunidense Damon Wayans.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A série é uma típica comédia familiar, na qual Michael e sua esposa, Jay, estão às voltas com a criação de seus três filhos, Junior, Claire e a pequena Kady. Eu, a Patroa e as Crianças é uma das sitcoms americanas mais populares no Brasil.

Por conta de seu trabalho em Eu, a Patroa e as Crianças, Paulo Vignolo sagrou-se vencedor do Prêmio Yamato em 2005, na categoria Melhor Dublador de Protagonista. A premiação voltada a profissionais da dublagem foi criada em 2003, como parte do evento AnimeFriends, e foi realizada até 2011.

Por onde anda Paulo Vignolo?

Paulo Vignolo

Além de Eu, a Patroa e as Crianças, Paulo Vignolo tem um extenso trabalho de dublagem em filmes, séries, animações e games. É dele, por exemplo, a voz do ator Jack Black em vários longas, como O Amor é Cego, O Amor não Tira Férias e King Kong (2005), entre tantos outros. Vignolo também já emprestou sua voz para Paul Rudd, Edward Norton e Heath Ledger.

Outro personagem marcante dublado pelo ator foi o sapo Kermit, nos mais recentes longa-metragens de Os Muppets. Em Os Simpsons, o ator dá vida a Nelson desde a sétima temporada da animação.

Paulo também dublou animes, como Yu Yu Hakusho (Yu Kaito), Digimon (Matt) e Os Cavaleiros do Zodíaco: Ômega (Amor de Peixes). Sua voz pode ser ouvida até mesmo na versão mexicana de Carinha de Anjo, exibida pelo SBT em 2001. Na trama, ele era o Mil Caras (Eugenio Derbez).

Whatsapp


Leia também