Saiba o que aconteceu com a atriz que fez Muda na primeira versão de Pantanal

Whatsapp

Andréa Richa, uma geminiana carioca, curiosa e aventureira, se dedicou à carreira de atriz desde meados da década de 1980, em comerciais de TV. Ela estreou em novelas em O Salvador da Pátria, sucesso da Globo de 1989.

Andrea Richa

Pantanal, sucesso arrebatador da TV Manchete no ano seguinte, foi a segunda novela de Andréa, que se tornou conhecida nacionalmente por causa da trama de Benedito Ruy Barbosa.

Antes de assumir o papel que mudou sua vida, Andréa recebeu um chamado da Globo para participar da novela das seis Gente Fina. Diante de uma difícil decisão, acabou optando pela Manchete, onde foi bem recebida pelo diretor Jayme Monjardim.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Destaque em Pantanal

Pantanal

Na história, ela viveu Maria Ruth, a Muda. A jovem chega ao Pantanal e se finge de muda para se aproximar da protagonista Juma Marruá (Christiana Oliveira) e sua mãe Maria Marruá (Cássia Kiss), para vingar a morte de seu pai, que foi assassinado pelo finado Gil (pai de Juma e marido de Maria) em uma briga por terras, no Paraná, no passado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A moça contrata um matador de aluguel, que dá fim à vida de Maria, deixando Juma sozinha no mundo. Mas Muda se compadece do sofrimento e solidão da garota e acaba se tornando sua amiga e confidente, ficando em crise de consciência, sobre se deve ou não matar a moça.

Tempos depois, Muda vai trabalhar na casa de José Leôncio (Cláudio Marzo), onde conhece o peão Tibério (Sérgio Reis), com quem acaba se casando. Se apegando à família e apaixonada pelo marido, ao longo do tempo, Maria Ruth desiste da vingança contra Juma.

“Ela vinha carregada mesmo de mistério sobre o passado dela. A personagem teve na novela grandes momentos de revelação. Ela foi realmente um sucesso. Agora, por onde eu andei nesse mundo, ela me acompanhou. Não tinha lugar que eu fosse no mundo que não tivesse alguém que lembrasse dela e que me tratasse com o maior carinho”, contou a atriz ao jornal Extra.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Afastamento da televisão

Andrea Richa

Depois disso, Andréa ainda fez Na Rede de Intrigas (1991) e A Madona de Cedro (1994). Depois da mal-sucedida Antônio Alves, Taxista (SBT), seu último trabalho em novelas foi em Mandacaru (1997), também na Manchete.

Após este trabalho, Andréa foi para Brasília (DF), junto do namorado, para implementar um canal de TV, ganhado por ele. Tempos depois, voltou ao Rio de Janeiro para se dedicar ao ramo de postos de combustíveis.

“Me afastei da carreira artística porque é a vida. Acho também que a carreira artística, da maneira que eu concebia, foi se afastando um pouco da minha visão de mundo”, explicou ao Extra.

Nestes 24 anos longe das novelas, ela esteve em algumas produções independentes na TV paga e no cinema. Formada em jornalismo, Andréa também morou em Nova York, nos Estados Unidos, por 10 anos, indo e voltando ao Brasil para cuidar dos negócios.

Desde 2011, ela mantém um relacionamento com Nélio Roças. Atualmente com 57 anos, explicou que a rotina atribulada fez com que optasse por não ter filhos.

Whatsapp


Leia também