Retiro dos Artistas, câncer terminal e mais: o destino de 4 estrelas do Sítio

Saiba o que aconteceu com quatro nomes que brilharam no Sítio do Picapau Amarelo

Whatsapp

Clássico da literatura brasileira, o Sítio do Picapau Amarelo já rendeu diversas adaptações para a televisão. As mais lembradas foram produzidas pela Globo, que deu vida aos personagens de Monteiro Lobato em duas oportunidades: entre 1977 e 1986 e, depois, entre 2001 e 2007.

Dirce Migliaccio como Emília no Sítio do Picapau Amarelo
Dirce Migliaccio como Emília no Sítio do Picapau Amarelo

A primeira adaptação global marcou toda uma geração e deu fama a muitos artistas, como Dirce Migliaccio, que foi a primeira Emília, e André Valli, sempre lembrado como Visconde de Sabugosa. Saiba o que aconteceu com eles e outras duas estrelas que marcaram o Sítio.

Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Dirce Migliaccio

 

Leia mais

Muita gente se lembra de Dirce Migliaccio como a primeira Emília da Globo, mas a atriz já era bastante famosa antes de encarnar a divertida boneca falante. Além disso, Dirce ficou apenas um ano na atração, sendo substituída por Reny de Oliveira.

Com várias novelas e participações em humorísticos no currículo, Dirce Migliaccio encantava o público com seu carisma e talento. No entanto, a atriz teve um final de vida triste. Em setembro de 2008, ela sofreu um AVC (acidente vascular cerebral) que a fez perder o movimento dos braços e das pernas.

A atriz passou a viver no Retiro dos Artistas, onde era bancada pelo irmão, Flavio Migliaccio, que pagava toda a medicação e um funcionário que acompanhava a atriz diariamente. Em entrevista, ela chegou a revelar que passava o dia rezando. Dirce morreu em 22 de setembro de 2009, aos 75 anos, vítima de doença arterial coronariana, hipertensão e infecção urinária.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

André Valli

André Valli e Remy de Oliveira no Sítio do Picapau Amarelo
André Valli e Reny de Oliveira no Sítio do Picapau Amarelo

Ator de teatro, e com passagens também pelo cinema, André Valli se popularizou ao encarnar o sábio boneco feito de sabugo de milho do Sítio do Picapau Amarelo. O ator viveu o Visconde de Sabugosa entre 1977 e 1986 e nunca conseguiu se desvencilhar do personagem.

Ao final do infantil, o ator voltou às novelas, aparecendo em produções como Laços de Família (2000), na Globo, e Vidas Opostas (2007), na Record. Mas, em maio de 2008, o ator foi diagnosticado com um câncer avassalador no pâncreas e no fígado, que o levou no mês seguinte.

Na ocasião de seu falecimento, um amigo do ator contou ao site G1 que André Valli morreu sem realizar seu maior sonho: montar Dom Quixote no teatro. O ator, inclusive, já trabalhava na captação de recursos para colocar o espetáculo de pé, mas não houve tempo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Daniel Lobo

Daniel Lobo
Daniel Lobo

Entre 1977 e 1986, vários atores-mirins encarnaram Pedrinho no Sítio do Picapau Amarelo. O último deles foi Daniel Lobo, que viveu o esperto garoto entre 1985 e 1986.

O infantil marcou sua estreia na TV e Daniel Lobo seguiu na telinha após o fim da atração. Ele atuou em produções como Bambolê (1987), Chico Anysio Show (1988), Desejo (1990) e 74,5 – Uma Onda no Ar (1994). Mas, após uma participação em Confissões de Adolescente (1994), ele se afastou da TV, dedicando-se ao teatro. Voltou apenas em Esperança (2002) e participou também de Beleza Pura (2008).

Mas, em 2016, quando dirigia e atuava em Nise da Silveira – Guerreira da Paz, o ator sentiu uma forte dor e foi diagnosticado com um câncer em estado avançado no intestino. Ele faleceu em 24 de março de 2016, com apenas 43 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rosana Garcia

Rosana Garcia
Rosana Garcia

Filha do roteirista Gilberto Garcia e irmã da atriz Isabela Garcia, Rosana Garcia foi a primeira Narizinho da versão da Globo do Sítio do Picapau Amarelo. Entre 1977 e 1980, era ela quem dava vida à neta de Dona Benta (Zilka Salaberry).

Ela começou cedo na TV, no Moacyr Franco Show (1970) e seguiu na telinha participando de várias novelas. Ao sair do Sítio, ela emplacou novas participações em novelas, como Direito de Amar (1987), e até se aventurou como apresentadora do canal Shoptime.

Mas, desde 2001, ela vem atuando por trás das câmeras, como preparadora de elenco. Rosana estreou na função orientando o elenco mirim de Estrela-Guia e não parou mais, atuando como instrutora de crianças e também de adultos. Rosana continuou fazendo breves participações como atriz, como em Flor do Caribe (2013), mas preferiu focar no trabalho como orientadora.

Atualmente, Rosana tem 59 anos, dois filhos e quatro netos. Seu trabalho mais recente foi como preparadora em Reis (2023), na Record.

Whatsapp


Leia também