Reprise de novelas na madrugada quebra mais um paradigma na Globo

Whatsapp

Cara e Coragem é a nova novela das sete da Globo. Mas também pode ser chamada de nova novela da madrugada da emissora. A atração, que estreia nesta segunda-feira (30) na faixa das 19h30, terá uma exibição alternativa no fim de noite do canal.

Cara e Coragem

A novela escrita por Claudia Souto terá seu capítulo do dia reapresentado de segunda a sexta-feira, depois de Conversa com Bial, e aos sábados, depois do Supercine. A ideia é fisgar um público jovem, que forma a audiência desta faixa insone. A manobra parece simples, mas representa uma quebra de paradigma importante na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Isso porque apostar num horário alternativo, ou numa segunda janela de exibição, nunca foi algo que a Globo considerou até recentemente. O canal sempre temeu uma possível “canibalização” de seu conteúdo. Ou seja, não parecia interessante uma exibição alternativa porque ela poderia provocar uma “pulverização” da audiência.

O temor, então, sempre foi que um programa exibido em dois horários diferentes pudesse dividir o público, o que poderia (em tese) prejudicar seus resultados. Ao apostar num único horário, o canal “obriga” o público a estar sempre ali. É uma maneira de fisgá-lo e garantir sua audiência.

Sinal dos tempos

Mais Você

Entretanto, com TV paga e, mais recentemente, o streaming, esta ideia de fazer o público ligar a TV sempre no mesmo horário para conferir um programa já não faz mais sentido. Vale lembrar que o Viva, quando foi lançado, tinha em sua programação horários alternativos de programas da Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Durante um bom tempo, o Mais Você que a Globo exibia ao vivo pelas manhãs era reprisado no Viva à noite. O extinto Vídeo Show também era reapresentado no Viva. Aos finais de semana, semanais como o Estrelas e o Caldeirão do Huck eram exibidos no canal pago uma semana depois de serem mostrados na Globo.

Éramos Seis

Com a criação do Globoplay, o streaming passou a ser a grande aposta da “segunda janela” da Globo. Tanto que as reprises de programas “do dia” cessaram no Viva, justamente para dar mais força à nova plataforma.

A Globo também já utilizou o Globoplay para fazer experiências pontuais, como quando lançava todos os capítulos da semana de Malhação de uma vez. E mais: as novelas das seis Órfãos da Terra e Éramos Seis tinham seus capítulos disponibilizados na plataforma um dia antes de irem ao ar na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Quebra de tabu

Fabio Porchat

Estas transformações se refletem agora na própria Globo e na maneira como ela se relaciona com os canais pagos do grupo. Um exemplo disso é o Que História É Essa, Porchat?, cujo episódio inédito exibido pelo GNT é mostrado na Globo com apenas uma semana de hiato.

Outra experiência recente é o Globo Repórter. O jornalístico vai ao ar nas noites de sexta, mas, quem perder um episódio, pode revê-lo aos sábados de manhã. Algo impensável na Globo até pouco tempo atrás.

Com isso, esta nova janela da novela das sete, que será exibida nas madrugadas, pode representar mais uma mudança neste sentido. Se funcionar, a experiência pode ser estendida às demais novelas, ou até mesmo a outros programas da grade. Parece pouco, mas é uma transformação.

Whatsapp


Leia também