Remake de Anjo Mau estreava em 1997: compare o elenco com o original

Whatsapp

Anjo Mau foi um grande sucesso da Globo em 1976, no horário das sete. Primeira novela de Cassiano Gabus Mendes na emissora, a trama que envolve uma jovem babá ambiciosa e um homem rico rendeu à Susana Vieira sua primeira protagonista.

A trama também levou à Globo um grande ator, que antes estava na Tupi: era a estreia de Luis Gustavo, anos após o grande sucesso da revolucionária Beto Rockefeller.

Há exatamente 24 anos, em 8 de setembro de 1997, a história ganhou um remake com o texto de Maria Adelaide Amaral para o horário das seis. A protagonista foi vivida por Glória Pires, atriz já consagrada e de muitos sucessos na Globo. A segunda versão também teve muito êxito, trazendo bons índices de audiência para o horário.

O TV História fez para uma comparação entre os elencos das versões de 1976 e 1997.

Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Nice era uma mulher que buscava se dar bem na vida, porém não se adaptava a nenhum emprego, até que surgiu a oportunidade de ser babá em uma família rica. Ela viu nisso a possibilidade de realizar os seus sonhos, mas acabou manipulando as pessoas. Na primeira versão, Susana Vieira, que na época já despontava como uma grande atriz, deu vida à personagem. Glória Pires, que também já vinha de outros grandes sucessos na Globo, interpretou a babá na segunda versão.

Em 1976, José Wilker, que vinha de Gabriela, grande sucesso de 1975, viveu Rodrigo Medeiros, empresário que tentava ajudar o pai nos negócios e perdeu sua esposa para o seu irmão Ricardo. Ele acabou se apaixonando por Nice. Kadu Moliterno foi o intérprete de Rodrigo em 1997.

Ricardo Medeiros era um homem que não gostava de trabalhar, só queria vida boa e levava a fama de conquistador. Ele acabou se apaixonando por Paula, noiva de seu irmão Rodrigo, e fez de tudo para conquistá-la. Na versão dos anos 1970, Luis Gustavo foi o intérprete, já nos anos 1990 foi Leonardo Brício, que vinha do grande sucesso na primeira fase de O Rei do Gado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Vera Gimenez, mãe de Luciana Gimenez, viveu a personagem Paula em 1976, grã-fina e noiva de Rodrigo, apaixonada pelo seu cunhado, Rodrigo. Alessandra Negrini, que havia tido grande destaque pela minissérie Engraçadinha, foi Paula na versão de 1997.

Stela era a irmã mais velha de Rodrigo e Ricardo. Era uma mulher boa, porém fútil e muito ciumenta. Acabou depositando toda a confiança em Nice, que cuidava de seu filho. Pepita Rodrigues e Maria Padilha viveram a personagem, respectivamente.

Na primeira versão, Francisco Moreno viveu Edmundo Medeiros, pai da família Medeiros, homem rico e que se sentia frustrado por seus filhos não se interessarem pelos negócios. Na segunda versão, quem viveu Edmundo, transformado em Eduardo, foi José Lewgoy, que trabalhou na versão de 1976 no papel de Augusto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Augusto era um homem simples e bem-humorado, que seguia à risca tudo que a sua esposa Alzira mandava. Ele era o motorista da família Medeiros e pai de Nice. O já consagrado José Lewgoy viveu o motorista em 1976 e, em 1997, foi a vez de Cláudio Corrêa e Castro.

Na primeira versão da trama, Vanda Lacerda viveu Alzira, esposa de Augusto e mãe de Nice, uma mulher trabalhadora e que cuidava da casa. A saudosa Regina Dourado foi a intérprete na segunda versão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 1976, Mário Gomes tornava-se uma grande estrela da televisão e deu vida a Luiz, rapaz que não gostava de trabalhar e que sempre apoiou os planos da irmã Nice. Galã dos anos 1990, Márcio Garcia viveu Luiz.

Na primeira versão da novela, o marido de Stela era Getúlio, interpretado por Osmar Prado. Ele se casou para dar o golpe do baú, mas acabou de fato se apaixonando pela esposa. Na segunda versão, Daniel Dantas viveu o personagem, que mudou de nome para Tadeu Fachini.

Sérgio Britto já era um ator aclamado quando viveu Teófilo, amigo de Edmundo e tutor de seus filhos e seus negócios. Na segunda versão, Raul Gazola deu vida ao personagem, que mudou de nome: Ciro Furtado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Marilu era uma mulher fútil, interessada apenas em poder e dinheiro. Ela desejava que a filha se casasse com Rodrigo. Em 1976, Ilka Soares viveu Marilu e, em 1997, a atriz escolhida foi Mila Moreira.

Léa era amiga de infância de Rodrigo e apaixonada por ele. Mas desistiu de tentar qualquer coisa quando ele ficou noivo de Paula. Renée de Vielmond, musa nos anos 1970, interpretou Léa em 1976. Na versão de 1997, a personagem mudou de nome para Lígia e foi vivida por Lavínia Vlasak.

Whatsapp


Leia também