Record rescinde contrato do Pan de 2023 e é processada por organizadora dos jogos - TV História

Record rescinde contrato do Pan de 2023 e é processada por organizadora dos jogos

Whatsapp

A Record está sendo processada pela PanAm Sports, empresa organizadora do Pan de 2023, pela quebra unilateral do contrato que garantiria a emissora exclusividade na transmissão dos jogos do torneio. A competição será realizada no Chile, em Santiago, e seria o último evento do ciclo olímpico adquirido pelo canal.

De acordo com Ivar Sisniega, diretor-geral da PanAm, a Record comunicou no início do segundo semestre que não iria mais transmitir o evento, e tampouco prosseguir com o pagamento do valor acordado entre as partes.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A emissora justificou a desistência com a alta do dólar, que se valorizou muito em frente ao real e era a moeda estipulada para o pagamento do contrato. A organizadora, porém, diz que foi vítima de um golpe financeiro e que irá processar o canal na justiça brasileira.

Em entrevista ao site Inside The Games, Sisniega disse que a empresa está procurando novos parceiros para a transmissão do Pan de Santiago no território brasileiro. “Iremos ao mercado para vender os direitos do evento”, revelou ele.



Leia também