Record é indicada ao Emmy Internacional pela primeira vez na história - TV História

Record é indicada ao Emmy Internacional pela primeira vez na história

A Record conseguiu, pela primeira vez em 47 anos da premiação, uma indicação ao Emmy Internacional. A emissora foi nomeada e é a única candidata brasileira que está na disputa da categoria de programa de entretenimento sem roteiro, com o reality Canta Comigo.

A indicação também representa mais uma conquista profissional, ainda que póstuma, para Gugu Liberato (1959-2019). A competição musical foi o último trabalho do apresentador, e chegou a ter episódios exibidos após a sua morte, em 21 de novembro do ano passado.

O Canta Comigo consiste em colocar anônimos para cantar diante de uma plateia composta por 100 jurados já relacionados a indústria musical, como músicas, cantores, DJs e produtores, com estilos e opiniões bem distintas. O objetivo do calouro é convencer que a maior parte dos jurados decida cantar junto com ele.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Baseado no formato britânico All Together Now, da Endemol Shine, o reality foi apresentado por Gugu Liberato em suas duas primeiras temporadas, em 2018 e 2019, e voltará ao ar na Record em 4 de outubro, com uma versão teen, agora sob o comando de Rodrigo Faro.

O Brasil está em sete categorias da premiação mais disputada e cobiçada da televisão mundial. Além da Record, Netflix, Fox e HBO estão disputando as estatuetas de melhor comédia, melhor ator e melhor programa de arte.

A Globo, a mais tradicional representante do país no Emmy Internacional, está na disputa por três prêmios. A emissora foi indicada nas categorias de melhor atriz, melhor telenovela e melhor filme/minissérie, com Andréa Beltrão, Órfãos da Terra e Elis – Viver é Melhor que Sonhar.

Ao todo, são 44 indicados de 20 países concorrendo em 11 categorias. A revelação dos ganhadores acontece na cidade de Nova York, em uma cerimônia que será realizada na noite de 23 de novembro.



Leia também