Quem ganha a sela de prata em Pantanal? Final da disputa é frustrante

Whatsapp

Em Pantanal, José Leôncio (Marcos Palmeira) surpreendeu os três filhos ao anunciar quem ficaria com a sela de prata, um precioso bem que pertenceu ao seu pai, Joventino (Irandhir Santos). Inicialmente, ele a ofereceu a Jove (Jesuíta Barbosa), que a recusou. Em seguida, ele anunciou que os três filhos deviam disputá-la numa corrida de cavalos.

Marcos Palmeira

A decisão contrariou Filó (Dira Paes), que acreditava que a sela deveria ficar com Tadeu (José Loreto). Mas também contrariou Irma (Camila Morgado), que sabe que Jove ficaria em desvantagem ao concorrer com Tadeu e José Lucas (Irandhir Santos). Por fim, o próprio Tadeu fica revoltado, já que é o único dos três filhos que cresceu na fazenda e se tornou um peão.

O anúncio da disputa aumentou a animosidade entre os irmãos. Enquanto Jove cogitou até um pacto com o cramulhão para alcançar a vitória, Tadeu e José Lucas entendem que são experientes o suficiente para vencer esta contenda. Afinal, quem fica com a sela de prata?

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desistência

Pantanal

Apesar de ser anunciada como um grande evento na trama, aos poucos a disputa pela sela de prata perde fôlego e importância no decorrer dos capítulos de Pantanal. Os irmãos começam a perder o interesse pelo objeto, que fica esquecido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O primeiro a desistir da disputa é José Lucas. O primogênito de José Leôncio desabafa com Tadeu que não se acha digno de ter posse do objeto.

“Eu não vou disputar essa raia. Tô acabando de chegar. Não tenho direito”, diz o peão.

José Lucas ainda confessa que a sela de prata devia ficar com Tadeu.

“Ela devia ser tua, Tadeu. Por direito. Você é o que mais ficou com nosso pai. Eu não vou disputar essa raia. Vai ficar entre vocês dois”, avisa.

Ao mesmo tempo em que lamenta a novidade, Tadeu também comemora, já que acredita que será mais fácil vencer Jove na competição. Porém, Jove também começará a dar pouca importância à herança do avô. Às voltas com as idas e vindas de Juma (Alanis Guillen), o fotógrafo se mostra pouco interessado em seguir na disputa.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Frustração

Pantanal

Ou seja, a disputa da sela de prata acaba se tornando uma grande frustração. Tadeu é quem fica mais chateado com o fato de a contenda ter sido deixada de lado pelos irmãos. O peão não esconde a decepção.

Numa conversa com os companheiros de lida, Tadeu se lembra que uma carreira deveria acontecer ali. “Esquece essa carreira, peão”, aconselha Tibério (Guito), enquanto os outros peões afirmam que Jove e José Lucas já deixaram a disputa de lado.

“Aquela sela devia de ser minha desde o começo. E isso é coisa que não posso esquecer”, rebate Tadeu.

E assim, sem Jove e José Lucas no páreo, a tal disputa nunca chega a acontecer, e Tadeu acaba ficando com a sela de prata que sempre desejou.

Whatsapp


Leia também