Que pena: 4 personagens que não mereciam terminar Terra e Paixão assim

Personagens promissores tomaram rumos duvidosos na novela das nove

Whatsapp

Diante de tantas mudanças em Terra e Paixão, alguns personagens acabaram ficando pelo caminho e tendo menos destaque do que o previsto. Luigi (Rainer Cadete), Ademir (Charles Fricks) e Flor (Letícia Laranja) são alguns dos nomes que foram apagados.

Charles Fricks e Letícia Laranja
Charles Fricks (Ademir) e Letícia Laranja (Flor) em Terra e Paixão (Manoella Mello / Globo)

O autor Walcyr Carrasco tem feito alterações no enredo desde as primeiras semanas do folhetim no ar. E isso se intensificou ainda mais após a chegada de Thelma Guedes, que passou a dividir o comando da história com o veterano.

As modificações na trama foram tantas que determinados personagens tiveram seus rumos alterados e perderam relevância. Outros prometiam algo, mas acabaram não rendendo depois das mudanças.

Confira quatro exemplos:

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ademir e Flor

Terra e Paixão - Charles Fricks
Charles Fricks como Ademir em Terra e Paixão (Reprodução / Globo)

Um dos nomes bem comentados no começo de Terra e Paixão foi Ademir, justamente por fazer contraponto ao irmão malvado, Antônio La Selva (Tony Ramos). O produtor rural também despertou a curiosidade do público por conta de um segredo, mantendo um mistério em torno dele.

Só que isso se acabou rapidamente. Ademir passou a ficar apagado, sem relevância na novela das nove. Para piorar, o agricultor revelou um lado machista ao se casar com Flor. O relacionamento entre eles, aliás, é estranho e mal desenvolvido.

De um personagem promissor, Ademir passou a ser uma decepção. Flor, infelizmente, seguiu o mesmo rumo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Luigi

Rainer Cadete e Tatá Werneck em Terra e Paixão
Rainer Cadete (Luigi) e Tatá Werneck (Anely) em Terra e Paixão (Reprodução / Globo)

O golpista Luigi chegou à fictícia Nova Primavera se mostrando mais um pretendente interesseiro para conquistar Petra e colocar as mãos na fortuna de Antônio. E o destino dele era lutar pela sucessão.

Na sinopse original da novela, Luigi faria de tudo para ficar com o dinheiro do sogro. Para isso, ele até se tornaria amante de Irene (Gloria Pires), com quem tramaria para dar um golpe no fazendeiro.

No entanto, o italiano teve seu rumo completamente alterado. Ele deixou de ser um ambicioso sem escrúpulos e passou para o lado cômico da história, formando par romântico com Anely (Tatá Werneck). O personagem ainda tem bastante espaço na história, mas o boom inicial acabou se perdendo, e o que era divertido acabou ficando chato.

Luigi ainda tem uma chance de mostrar uma nova faceta, caso se revele que ele é o assassino de Agatha (Eliane Giardini). Porém, é pouco provável que isso aconteça.

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Luana Shine

Valéria Barcellos
Valéria Barcellos vive Luana Shine em Terra e Paixão (Reprodução / Globo)

Uma boa personagem deixada de lado também é Luana Shine (Valéria Barcellos). Ela, que se destacou nas primeiras semanas da trama como gerente do bar de Cândida (Susana Vieira) e herdeira da cafetina, logo perdeu espaço.

A transexual, que mostrou ter potencial para algo mais em Terra e Paixão, foi deixada de lado e nunca teve a luta pela herança de Cândida desenvolvida, ficando tudo como ia se desenrolando com golpistas tomando um lugar que era para ser seu.

Além disso, estava previsto para Luana ter um amor secreto, algo que não foi explorado na história. Com isso, ela passou a ser mais uma em meio a uma extensa lista de personagens mal desenvolvidos.

Whatsapp


Leia também