Em 2016, programa de sucesso em vários países passou vergonha no Brasil - TV História

Em 2016, programa de sucesso em vários países passou vergonha no Brasil

Whatsapp

O X Factor é um vitorioso formato, que faz sucesso no mundo todo. Criado em 2004 por Simon Cowell, a atração não é muito diferente dos inúmeros outros programas do gênero. Consiste em achar talentos musicais e transformá-los em estrelas. Quatro jurados são os responsáveis em julgar os concorrentes até a grande final.

Em 2016, a Band, em parceria com a TNT e a Freemantle, resolveu fazer uma versão nacional do programa. Exibida entre 29 de agosto e 23 de novembro daquele ano, a atração foi um desastre.

Elenco do programa X Factor Brasil

Apresentado por Fernanda Paes Leme, em seu primeiro trabalho fora da Globo, o programa teve o produtor musical Rick Bonadio e os cantores Paulo Miklos, Di Ferrero e Alinne Rosa integrando o júri, mas se mostraram equivocados em várias seleções, além de não terem tido sintonia alguma.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O nível dos candidatos era fraquíssimo; não houve explicação em cima da seleção dos escolhidos para as primeiras audições; e a duração do programa (mais de duas horas, ou seja, praticamente quatro horas e meia por semana) se mostrou acima do necessário em função do que foi apresentado.

Candidatos do X Factor Brasil

Ainda houve um grave problema envolvendo péssimas condições no atendimento aos participantes, que ficaram horas aguardando na fila, sem banheiro ou o mínimo de condições necessárias para aguentar tanto tempo de espera.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Festival de gente sem talento

Fernanda Paes Leme e os jurados do X Factor Brasil

Um dos poucos êxitos do formato foi a apresentação de Fernanda, bem à vontade e simpática durante as conversas com os candidatos e seus familiares. Ela tem o carisma necessário de uma apresentadora, já observado quando foi repórter da primeira temporada do SuperStar, na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ao contrário do que aparenta, o X Factor não era um programa de calouros. Os candidatos que se submetiam ao crivo do juri precisam ter uma certa experiência, o que se assemelha bastante ao The Voice. Entretanto, o que foi visto no início da atração da Band foi um festival de gente sem talento, se salvando poucos.

Audição do X Factor Brasil

Claro que algumas vezes era divertido ver um participante sem noção do ridículo se apresentando, dando um toque mais descontraído no começo da disputa. Mas ficou evidente que abusaram, sendo necessário levar em consideração os cantores que se mostraram apenas desafinados e nem engraçados eram.

A audiência, inclusive, fez jus ao conteúdo apresentado: ficou em torno dos 2 pontos, bem longe dos 5 pontos (ou mais) pretendidos pela Band. Tentou repetir o sucesso do MasterChef, mas não conseguiu.

O X Factor é um formato vitorioso, mas a versão nacional produzida pela Band deixou muito a desejar, tanto que não passou da primeira temporada. E foi melhor parar por ali mesmo.



Leia também