Processo: personagem de sucesso deu prejuízo milionário para a Globo

Whatsapp

Muitos personagens fizeram história nos programas humorísticos da TV. Entre eles, está o Saraiva, um homem que não suportava perguntas óbvias. O bordão que ele usava, “tolerância zero”, se tornou popular e caiu na boca do povo.

Zorra Total

O humorista Ary Leite, que esteve presente em programas como Balança Mas Não Cai, Reapertura, A Festa é Nossa e Viva o Gordo, entre outros, foi o criador do tipo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Volta ao vídeo com outro ator

Ary Leite

Leia mais

O público se divertia com a irritação de Saraiva no programa A Turma da Maré Mansa, da Rádio Globo, e também nas atrações da emissora de TV. Outra figura do comediante que fez sucesso foi o Gaguinho, sempre metido em confusão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Leite faleceu no dia 2 de agosto de 1986, aos 56 anos. Seu Saraiva voltou a fazer sucesso no início dos anos 2000, quando Francisco Milani encarnou o personagem com o mesmo bordão e o mau humor tão característico. O sucesso foi imediato, mas isso não agradou a família de Ary Leite, ou seja, a tolerância dos filhos foi zero.

Os quatro herdeiros de Ary – Débora, Kátia, Cássia e Fernando – entraram na Justiça contra a Globo por conta dos direitos autorais provenientes do tipo criado pelo comediante no final da década de 1950.

“Durante 20 dias, tentei contato com a Globo, mas, sem resposta. Então decidi ir à Justiça. Queremos receber o mínimo a que temos direito”, disse a filha Débora à revista IstoÉ Gente.

Na época, o advogado Eduardo Pimenta, que defendia a família, disse que eles teriam direito a R$ 1,2 milhão. Ele chegou a esse valor depois de multiplicar R$ 60 mil, valor que a emissora gastava para produzir o quadro, por 20, número que, até aquele momento, representava a quantidade de exibições.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Opiniões divididas no elenco da casa

Zorra Total

A briga judicial se tornou assunto entre os artistas do canal. Para Francisco Milani, intérprete de Saraiva, ao lado de Stella Freitas, os artistas que assinavam com a Globo já cediam automaticamente os direitos de seus personagens.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“A família só poderia reivindicar o uso da imagem se o rosto dele aparecesse”, afirmou.

Chico Anysio, por sua vez, ficou do lado da família:

“Foi o Ary Leite quem criou o personagem e os bordões. Os parentes devem reivindicar o dinheiro”.

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, em meados de 2001, Eduardo Pimenta afirmou que o processo ainda corria na Justiça, mas sem sucesso.

“A dívida da emissora com a família já deve estar acima dos R$ 30 milhões, mas sinto que estamos perto de um acordo. A Globo tem interesse em resolver esse processo”, alegou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Saraiva fora do ar

Zorra Total

Em fevereiro de 2003, o juiz Renato Ricardo Barbosa, da 15ª Vara Cível do Rio, condenou a Globo a pagar uma indenização para a família de Ary Leite e retirar o quadro do ar.

Com Saraiva fora do Zorra Total, Francisco Milani acabou fazendo outro personagem: o Pão Duro. Milani faleceu no dia 13 de agosto de 2005, aos 68 anos, depois de lutar contra um câncer.

Findo o impasse com a família Leite, o personagem voltou em 2010, interpretado por Leandro Hassum, ao lado de Cristiana Pompeo. O mesmo bordão e as características do “tolerância zero” foram mantidos, mas a cópia não agradou. Prova disso é que a nova versão não ficou muito tempo no ar…

Whatsapp


Leia também