Por onde anda Vinicius Manne, da polêmica abertura de Brega & Chique?

Exibida em 1987 pela Rede Globo, Brega & Chique fez muito sucesso e é considerada uma das melhores novelas das sete da história da emissora. Mas não foi somente a trama de Cassiano Gabus Mendes que fez sucesso. A abertura, protagonizada por diversas mulheres, entre elas Doris Giesse, que viria a ser apresentadora do Fantástico, e o modelo Vinicius Manne, causou muita polêmica.

Logo na estreia, a trama foi iniciada com a vinheta, embalada pela música Pelado, do grupo Ultraje a Rigor. Ao final da abertura, Vinicius aparecia com o bumbum à mostra por alguns segundos, enquanto sumia da tela junto com o refrão “nu com a mão no bolso”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Os telespectadores ficaram indignados e inundaram os telefones da emissora com reclamações. O então ministro da Justiça, Paulo Brossard (1924-2005), resolveu intervir e ameaçou proibir a abertura – vale lembrar que o governo militar havia acabado em 1985, mas as produções ainda continuavam passando pela censura.

No segundo e terceiro capítulos, a Globo decidiu agir e colocou uma folha de parreira para cobrir a nudez do rapaz. Aí, o inverso aconteceu: muitos telespectadores reclamaram da censura. O ministro desistiu, o público se acostumou e a imagem foi liberada, seguindo até o final da novela. O modelo, inclusive, esteve na capa do disco internacional da trama.

Confira a abertura polêmica de Brega & Chique:

Por onde anda Vinicius Manne?

Depois do frenesi da abertura de Brega & Chique, Vinicius continuou trabalhando como modelo e seguiu a carreira de ator. Ele foi eleito, inclusive, o modelo do ano de 1988.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Após duas temporadas na Europa, voltou ao Brasil e fez pequenos papeis em tramas como Rainha da Sucata (1990), Celebridade (2004), Páginas da Vida (2006) e Sete Pecados (2007), entre outras. Também participou de episódios do Você Decide, séries e filmes. Seus trabalhos mais recentes na televisão foram participações em A Regra do Jogo (2015) e na série Pé na Cova (2016).

É pai de três filhas e, além do trabalho como ator, também se dedica à fotografia para o cinema e a televisão. “Tenho estudado bastante”, disse em entrevista ao jornal Extra.



Leia também