Sem saudade das novelas: por onde anda Victor Fasano, que anda sumido da TV?

Por onde anda Victor Fasano? Muita gente falta do ator na televisão, já que está afastado das novelas há alguns anos, mas ele garante que não tem saudades do ofício.

Victor Augusto Duarte Fasano nasceu em 2 de setembro de 1958, na capital paulista. Começou a carreira como modelo em 1976 e estreou na televisão logo com um papel de destaque: o Zeca de Barriga de Aluguel (1989).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Depois disso, teve outros papeis importantes em novelas da Globo, como Juca em De Corpo e Alma (1992), Miguel em Caras e Coroa (1995), Heitor em Salsa e Merengue (1996), Edmundo Falcão em Torre de Babel (1998) e Tavinho em O Clone (2001), atualmente em exibição pelo canal Viva.

Em 2003, esteve no SBT, onde fez Canavial de Paixões. Depois disso, voltou para a Globo, atuando em América (2005), Amazônia: De Galvez a Chico Mendes (2007, Paraíso Tropical (2007) e Caminho das Índias (2009).

Depois disso, migrou para a Record, onde atuou em diversas produções: Ribeirão do Tempo (2010), Balacobaco (2012), Plano Alto (2014), Milagres de Jesus (2015) e Conselho Tutelar (2015).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Sempre ligado à defesa das causas ambientais, o ator apresentou o Globo Ecologia entre 1990 e 1996, na Rede Globo, e o reality show Amazônia, na Record, em 2012.

Aos 61 anos, premiado e reconhecido no Brasil e em vários país por causa de sua atuação em defesa do meio ambiente, ele é sócio-fundador do Criadouro Tropicus e da empresa Airom Ambiental. Em 2018, esteve na iniciativa “Rios Limpos para Mares Limpos”, da ONU Ambiental. No ano passado, criou um selo de certificação para fazendeiros que preservam as onças pintadas, ameaçadas de extinção.

Em 2019, participou do programa Sensacional, da RedeTV! e disse que não sentia falta das novelas. “Saudade não tenho. Tenho de trabalhar, de estar em cena. Tudo o que está em volta disso não sei se tenho muita vontade. Se for personagem de galã, esquece”, enfatizou.



Leia também