Por onde anda Marlene Mattos, que rompeu com Xuxa há quase 20 anos? - TV História

Por onde anda Marlene Mattos, que rompeu com Xuxa há quase 20 anos?

Whatsapp

Marlene Mattos nasceu em São José de Ribamar (MA) em 27 de abril de 1950. Durante duas décadas, ela foi uma das mulheres mais poderosas da televisão brasileira, mesmo atuando apenas nos bastidores.

Marlene conheceu Xuxa em 1983, quando a então modelo iniciava sua carreira de apresentadora infantil na Rede Manchete.

Durante quase 20 anos, Marlene dirigiu, com mão pesada, a carreira de Xuxa, ajudando-a a se tornar um dos principais nomes da história do veículo, além de fazer fortuna com seus negócios empresariais.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em 1993, Marlene também foi a responsável pela vinda da Dangerous World Tour, única turnê de Michael Jackson que veio ao Brasil.

Alguns anos depois, em 1998, a profissional voltou a ficar em evidência quando, após o nascimento de Sasha, filha de Xuxa e Luciano Szafir, Rita Lee, sempre polêmica, fez declarações sobre o tema durante um show no Metropolitan. “Aquele homem Marlene Mattos vai processar a Sasha. Porque ela está sugando a Xuxa”, disparou.

No ano 2000, Marlene ascendeu mais um degrau em sua carreira ao se tornar diretora de núcleo da Rede Globo e dirigir o Mais Você, de Ana Maria Braga. Depois, se tornou empresária de Kleber Bambam, que venceu o primeiro BBB.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Rompimento com Xuxa

Em 2002, veio um duro golpe. Em 10 de julho daquele ano, o jornalista João Gabriel de Lima, da revista Veja, revelou que Marlene e Xuxa romperam relações pessoais e profissionais.

Em 2004, após 19 anos na Rede Globo, Marlene foi para a Band, onde exerceu o cargo de diretora artística por apenas 10 meses.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A partir daí, a profissional deu ainda mais ênfase à sua agência de casting de atores. Paralelamente, dirigiu outras atrações, como o Show da Gente, que Netinho de Paula comandou durante alguns meses no SBT. Também foi diretora geral do quadro Histórias do Bem, do Programa Amaury Jr., e do canal E+TV, da TV por assinatura.

Em 2017, Marlene surpreendeu ao aparecer como administradora de um hotel-fazenda em Sergipe. Depois, dirigiu o canal da youtuber Karol Veiga e a programação da TV da Gente, de Netinho de Paula.

Em 2018, nas eleições estaduais, trabalhou como consultora de imagem na campanha de Marcelo Cândido (PDT) ao governo do Estado de São Paulo.

Desde 2019, novamente em parceria com Netinho de Paula, foi diretora do Programa da Gente, que foi exibido pela RedeTV! e migrou, há algum tempo, para a Rede Brasil. Também dirige o programa Na Sala da Sarah, ao lado da diretora Monik Macedo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Sem mágoa de Xuxa

Mostrando não guardar mágoa de Xuxa, apesar de algumas confusões entre elas nos últimos anos, a diretora elogiou a antiga protegida em entrevista à revista Quem em setembro de 2020. “O que eu posso dizer, do fundo do meu coração, é que a Xuxa ainda é uma das maiores comunicadoras do país. Ela é muito profissional. Se o Xou da Xuxa passasse hoje, ele ainda seria sucesso. Nossas crianças só tem a Galinha Pintadinha e a porca Pepa Pig para entretê-las. A Xuxa foi a maior babá eletrônica que já existiu”, declarou.

“Desejo que ela seja completamente feliz em tudo que ela quiser ser. A acompanho de longe, mas com muito carinho. Quero só o melhor para ela sempre. O dia que ela precisar de qualquer coisa na vida, estarei aqui disponível, com o maior prazer”, completou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Na mesma entrevista, ela confirmou que ganhou muito dinheiro e ajudou sua família. “Ganhei muito dinheiro, mas eu tinha uma família que não tinha nada. Minhas irmãs estão todas formadas. Acredito no conhecimento, na informação e educação. Fiz elas se formarem. Todas estão independentes seguindo a vida delas. E eu também continuo trabalhando até hoje”, explicou.

Em seu perfil no Instagram, periodicamente Marlene posta fotos com a família. Confira:

Marlene também falou sobre sua saúde. “Tenho diabetes e sou cardíaca. Tenho que trabalhar a minha satisfação. Vou fazer 70 anos e eu quero viver direito. Não quero depender de ninguém fisicamente para ir ao banheiro. Quem é que vai fazer isso colaborar? Eu mesma, com minhas ações, atitudes”, concluiu.



Leia também