Por onde anda Jonas Torres, o Ismael de Império? - TV História

Por onde anda Jonas Torres, o Ismael de Império?

Whatsapp

Jonas de Lima Torres Raible nasceu em 22 de setembro de 1974, no Rio de Janeiro (RJ). O ator experimentou o sucesso desde cedo, influenciado por seu padastro, o saudoso Fábio Junqueira.

Sua primeira novela foi Vereda Tropical, em 1984. Depois, ficou famoso nacionalmente ao viver, entre 1985 e 1988, o Bacana da série Armação Ilimitada.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


No entanto, ele já demonstrou desconforto por ser eternamente lembrado por esse personagem. “Infelizmente, acaba ficando esse rótulo. Eu quero me desvincular disso, um pouco. Para mim, fica um pouco complicado, porque eu só tenho falado nisso o tempo inteiro”, declarou, em entrevista.

Em 1989, esteve em Top Model; depois, fez Vamp, em 1991. Aos poucos, foi diminuindo sua participação na televisão, ainda aparecendo em Confissões de Adolescente (1994), Você Decide (1996) e Caça Talentos (1996). Em 1998, atuou em Era uma Vez e Malhação.

Após muito tempo, retornou ao vídeo em Os Mutantes, na Record (2009). No ano seguinte, participou de Malhação ID, na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Sua última novela, até o momento, foi Império, de Aguinaldo Silva, em 2014, quando viveu o catador de lixo Ismael.

O longo período longe da televisão se deu por conta de Jonas ir morar nos Estados Unidos, onde serviu o exército como paraquedista, em 1994; depois, tornou-se piloto civil, na Flórida, além de instrutor de voo. O gosto pela aviação vem de família: ele é neto do aviador brasileiro Alberto Martins Torres e filho do piloto americano Michael Raible.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Vida pessoal

Voltou ao Brasil em 2006, retomando a carreira de ator com algumas participações já citadas. No momento, está vivendo novamente nos Estados Unidos, após terminar seu casamento de 11 anos com Daniele, mãe de sua única filha, Nina. Ele retomou seu trabalho na aviação, além de fazer dublagens.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Jonas Torres, que atualmente tem 46 anos, voltou à mídia em 2019, quando comoveu o Brasil ao se despedir do meio-irmão Caio Junqueira, também ator, que morreu após grave acidente de carro.

“Quis vivenciar a vida. Uma das coisas que me possibilitou escolher esses outros caminhos foi a carreira de ator porque eu aprendi a encarnar o personagem. Por outro lado, eu realmente tinha vontade de fazer as coisas que o ator faz, mas de verdade. Acho que ser ator e o desejo de novos caminhos me possibilitaram ter essa versatilidade para viver essas vidas diferentes”, explicou ao site Ego, em 2014, quando disse que já foi comparado com Forrest Gump, do filme homônimo estrelado por Tom Hanks. “Eu levo na brincadeira”, divertiu-se.

“Não tenho nenhum arrependimento. Pelo contrário. Ainda bem que vivi tudo isso. Posso chegar no final e saber que eu fiz o máximo que podia da minha vida”, concluiu.



Leia também