Personagens foram rejeitados nas duas versões de Pantanal: “Audiência caía”

Whatsapp

Quem está acompanhando Pantanal observou que o núcleo carioca, o da família de Mariana (Selma Egrei), perdeu totalmente espaço e a trama foi cada vez mais centrada na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira).

Camila Morgado

Personagens como Gustavo (Caco Ciocler) e Madeleine (Karine Teles) já deixaram a trama, enquanto Irma (Camila Morgado), Zaquieu (Silvero Pereira) e a própria Mariana se mudaram de mala e cuia para o Pantanal. Curiosamente, declarações de atores do elenco divulgadas antes da estreia prometiam que o núcleo do Rio teria maior participação no remake.

Isso também ocorreu na primeira versão da novela, exibida pela Manchete em 1990. José de Abreu, que deu vida a Gustavo no original, disse que o seu personagem sumiu da trama sem qualquer motivo, tudo por conta da audiência que caía quando o núcleo urbano entrava em cena.

Leia mais

“O Jayme (Monjardim), lá na Manchete, tinha aquele medidor de Ibope. Sempre que a novela mostrava o núcleo do Rio, a audiência caía. Então, ele e o Benedito queriam manter a história no Pantanal, óbvio. E a parte do Rio foi diminuindo’, contou o ator à jornalista Patrícia Kogut.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De saída e sem satisfação

Amazônia

José de Abreu foi chamado para trabalhar na minissérie O Canto da Sereia (1990), que foi gravada em Fernando de Noronha (PE). O personagem saiu do vídeo sem muitas explicações e o núcleo carioca foi esvaziado, sem deixar qualquer tipo de saudade para os telespectadores.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Fui para Noronha, e tiraram o personagem de ‘Pantanal’ sem nenhuma satisfação mesmo. Ele sumiu. Eu sei que fiquei em Noronha seis meses, morando lá por conta da Manchete”, concluiu o ator, demonstrando seu descontentamento ao mencionar o tipo em questão.

Taumaturgo Ferreira

Uma outra novela escrita por Benedito Ruy Barbosa passou pelo mesmo problema. Renascer, exibida em 1993, tinha o personagem José Venâncio (Taumaturgo Ferreira), filho de José Inocêncio (Antônio Fagundes) que vivia em São Paulo, mostrando o lado urbano do folhetim rural. Em dois meses, o núcleo paulista foi desmontado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Aquele matagal relaxa as pessoas”

Benedito Ruy Barbosa

Segundo o autor da produção, uma pesquisa foi feita e apontou que o público gostava mais da trama que se passava em Ilhéus, Bahia.

“São levantamentos sigilosos que a Globo faz sempre que uma novela ultrapassa o 30º capítulo. Aquele matagal relaxa as pessoas. As imagens urbanas, ao contrário, angustiam, afogam o público de realidade. Chegou uma hora que transferi todos os personagens da cidade para o campo”, falou Benedito ao jornal Folha de S. Paulo.

O fim de José Venâncio foi trágico: ele foi morto em uma emboscada criada por Teodoro (Herson Capri). O alvo era o irmão João Pedro (Marcos Palmeira), que saiu ileso da armação. A esposa Buba (Maria Luísa Mendonça) e a agregada Teca (Paloma Duarte), que viviam em São Paulo, mudaram-se para Ilhéus, juntamente com José Bento (Tarcísio Filho), vindo do Rio de Janeiro.

O público ficou satisfeito com a mudança em Renascer. A trama tornou-se uma campeã de audiência e comprovou que o povo, naquele momento, preferia esquecer a realidade dos centros urbanos.

Whatsapp


Leia também