Perda trágica: após hemorragia, braço direito de Eliana se foi aos 39 anos

Apresentadora, que construiu sua carreira em atrações para crianças, acabou perdendo um importante parceiro

Whatsapp

Atualmente à frente de um programa dominical voltado à família, Eliana construiu sua carreira no comando de atrações voltadas para crianças. A loirinha encantava a molecada dos anos 1990 e 2000 com programas divertidos, nos quais contracenava com bonecos e personagens.

A apresentadora Eliana
A apresentadora Eliana

Um dos companheiros de Eliana nesta fase era Hélio Eduardo Afonso, que ficou conhecido como Pitoco. O artista, que trabalhou no Bom Dia & Cia, do SBT, e no Eliana & Alegria, da Record, faleceu aos 39 anos por conta de uma hemorragia decorrente da hepatite C.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Braço direito de Eliana

O primeiro programa infantil de sucesso de Eliana foi o Bom Dia & Cia, um clássico do SBT que estreou em 1993. Na atração, ela divertia as crianças ao dividir o palco com bonecos, como o computador Flitz e Melocoton, um bicho-papão bonzinho e engraçado.

O boneco era vivido por dois atores. Cabia a Edilson Oliveira a voz do personagem, enquanto Hélio Eduardo Afonso vestia a fantasia de Melocoton. Por anos, eles divertiram o público do Bom Dia & Cia.

Leia mais

Em 1998, Eliana assinou com a Record e levou com ela seus companheiros. Na nova atração, inicialmente os atores viviam o boneco Nhoc, uma espécie de nova versão do Melocoton – o original, por ter sido criado no SBT, permaneceu no Bom Dia & Cia. Assim como na antiga emissora, Edilson era a voz e Hélio o corpo do boneco.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

De cara limpa

Hélio Eduardo Afonso, intérprete de Melocoton e Pitoco
Hélio Eduardo Afonso, intérprete de Melocoton e Pitoco

Porém, não demorou muito para que Edilson Oliveira e Hélio Afonso começassem a aparecer de “cara limpa” na telinha. Edilson passou a interpretar Chiquinho, que ganhou muito espaço no Eliana & Alegria. Já Hélio passou a viver Pitoco, uma espécie de ajudante de Chiquinho.

Ao lado de Eliana, Chiquinho e Pitoco comandavam brincadeiras e divertiam o público do Eliana & Alegria. Os personagens, inclusive, permaneceram ao lado da loirinha em seus outros infantis na Record, o Eliana na Fábrica Maluca e Programa Eliana.

Mas, no final de 2004, Eliana deixou os infantis para estrear, no ano seguinte, o dominical Tudo É Possível. Com isso, Pitoco emplacou outros trabalhos na TV, como no Ed Banana, também ao lado de Edilson Oliveira, e no Show do Tom, de Tom Cavalcante. O artista também trabalhou no teatro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Perda trágica

Pitoco acabou se afastando da vida artística em razão de problemas de saúde. Ele foi diagnosticado com hepatite C e faleceu no dia 10 de junho de 2009, aos 39 anos, vítima de uma hemorragia interna.

“Pitoco era um pequeno grande homem, amigo de todos, inteligente, vencedor em todos os sentidos. Onde você estiver, com certeza vai continuar trazendo muita alegria a todos. E aqui, sentiremos saudades. Muita luz para você meu amigo, vai com Deus”, postou Eliana em homenagem ao companheiro falecido.

Whatsapp


Leia também