Pegadinha de mau gosto de Sérgio Mallandro levou Rafael Ilha à recaída - TV História

Pegadinha de mau gosto de Sérgio Mallandro levou Rafael Ilha à recaída

Whatsapp

Há 20 anos, quem ligasse a televisão e sintonizasse na TV Gazeta nas noites de sábado, iria encontrar Sergio Mallandro fazendo um dos programas mais controversos da história do canal 11 de São Paulo: Festa do Mallandro foi a atração que levou a emissora paulistana do céu ao inferno.

A produção, que começou sendo exibida inicialmente no período tarde, era feita em um estúdio minúsculo e com recursos escassos. Aos poucos, foi conquistando audiência com pegadinhas estreladas pelo próprio apresentador. Com isso, a duração foi estendida para a faixa noturna. O sucesso rendeu nove pontos, batendo o Supercine, da Globo, e levando o apresentador à loucura, quebrando peças do cenário e deixando as assistentes de palco, conhecidas como “mallandrinhas”, assustadas.

Com todo esse sucesso, não existia limites para conquistar bons números no Ibope. E o bom senso foi para o ralo com uma pegadinha envolvendo o cantor Rafael Ilha, artista que estava se recuperando de um quadro de dependência química.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Na noite de 5 de agosto de 2000, Mallandro anunciou que faria um “teste” com o cantor. Em uma sala da própria emissora, Rafael aguardava para entrar no palco quando um ator contratado entra no recinto para conversar com ele.

De repente, o figurante oferece um pó branco, dizendo que era cocaína e o convida para experimentar. Rafael ficou desnorteado e, após insistência por parte do ator, partiu para agressão, enquanto o apresentador berrava no palco para a produção apartar a briga.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Mallandro se justificou: “o objetivo era de fazer o bem para o Rafael, mostrando para o país inteiro que ele não tem mais nada a ver com drogas”.

Mas, obviamente, o cantor não gostou, afirmando que o fato mexeu com seu psicológico e que chegou a ter recaídas por conta do vício depois disso.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A repercussão foi tão negativa que levou o Ministério Público de São Paulo a investigar o quadro. Depois desse fato, o programa foi perdendo audiência e saiu do ar em 2002. A relação entre Ilha e Mallandro se estremeceu e o cantor se afastou do apresentador.

Em 2009, Rafael foi ao Superpop, da RedeTV!, para falar de sua vida e, quando esse assunto veio à tona, ele demonstrou uma certa mágoa. Luciana Gimenez chamou Sergio Mallandro para o palco e explicou que tudo aquilo foi feito para o bem do cantor, para mostrar que ele estava bem e curado. Ilha disse que entendeu e que deixava todo esse assunto no passado.

Esse acontecimento é apenas uma amostra de como era a televisão no final dos anos 1990 e início de 2000: um circo bizarro gratuito transmitido em rede nacional.



Leia também