Parkinson, câncer e mais: 7 astros de A Favorita que já se foram

Whatsapp

Confira a lista de artistas de A Favorita, novela produzida pela Globo entre 2008 e 2009 e que está sendo exibida pelo Vale a Pena Ver de Novo, que infelizmente já nos deixaram.

Nelson Xavier – Edvaldo

A Favorita

O respeitado ator nos deixou em 10 de maio de 2017, aos 75 anos, em Uberlândia (MG), vítima de câncer de pulmão.

Suzana Faini – Iolanda

Suzana Faini

Leia mais

A veterana atriz, que participou de tramas como Irmãos Coragem, Selva de Pedra, Top Model e A Favorita, entre outras, morreu em 25 de abril de 2022, aos 89 anos, no Rio de Janeiro, em decorrência de complicações do Mal de Parkinson. Sua última novela foi Espelho da Vida, em 2018.

Tarcísio Meira – Copola

A Favorita

Um dos maiores atores da história da televisão brasileira, Tarcísio Meira morreu em 12 de agosto de 2021, aos 85 anos, após complicações decorrentes da Covid-19. Sua última novela foi Orgulho e Paixão (2018).

Lúcio Mauro – Sabiá

O humorista, que viveu personagens marcantes como Fernandinho (Balança Mas Não Cai/Zorra Total) e Aldemar Vigário (Escolinha do Professor Raimundo), e era pai de Lúcio Mauro Filho, morreu no dia 11 de maio de 2019, aos 92 anos, em decorrência de problemas respiratórios.

Walmor Chagas – Dr. Dante Salvatore

Um dos maiores atores da história da televisão, o ator fez uma participação especial. Cometeu suicídio aos 82 anos, com um tiro na cabeça, em 18 de janeiro de 2013.

Luiz Baccelli – Darcy Queiroz

O paulistano foi um grande nome do teatro brasileiro, mas também atuou em novelas da Globo, Record e SBT. Morreu em 25 de fevereiro de 2013, aos 69 anos, vítima de câncer de rim.

Pietro Mário – Padre José

O ator italiano, que era naturalizado brasileiro, viveu o Capitão Furacão, um dos primeiros programas de destaque da Globo, entre 1965 e 1968. Depois disso, participou de diversas novelas e séries. Em maio, Pietro foi internado após ser infectado com a Covid-19, mas se recuperou. Ele morreu em 31 de agosto de 2020, aos 81 anos, em virtude de uma parada cardíaca.



Leia também