Pandemia fez Lília Cabral virar a dona do horário nobre da Globo - TV História

Pandemia fez Lília Cabral virar a dona do horário nobre da Globo

Whatsapp

A pandemia do novo coronavírus ainda está longe de acabar e o descontrole da doença tem adiado cada vez mais a estreia de produções inéditas na teledramaturgia. A Globo, principal produtora de novelas do país e do mundo, tem gravado as novas tramas a passos lentos, seguindo os protocolos de segurança. E as reprises têm marcado a imagem de alguns atores, que estão em quase todas. É o caso de Lília Cabral, que virou uma figura frequente no horário nobre desde que as reexibições começaram.

A interrupção de Amor de Mãe ano passado, quando o coronavírus chegou ao Brasil, implicou na reprise de Fina Estampa, imenso sucesso de Aguinaldo Silva, exibida em 2011. A novela era repleta de equívocos, mas Lília Cabral brilhou na pele de sua primeira protagonista: a batalhadora Griselda. Mais conhecida como Pereirão, a personagem era o que se chamava antigamente de Torneira Mecânica, uma espécie de ‘faz tudo’.

Após ter vivido muitas peruas elegantes, a atriz conseguiu se reinventar na pele de uma mulher humilde na novela das nove. Infelizmente, a personagem acabou apagada pela grande repercussão de Crô (Marcelo Serrado) e a dupla formada com a vilã Tereza Cristina (Christiane Torloni). Também perdeu a consistência do enredo quando Griselda ganhou na loteria e ficou rica.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A intérprete teria mais momentos interessantes se a protagonista continuasse pobre ou ao menos enriquecesse com a força de seu trabalho. A solução fácil prejudicou o papel. No entanto, ainda assim, convenceu em cena e teve alguns bons momentos, vide a cena em que Antenor (Caio Castro) é desmascarado pela mãe, após um tempo escondendo que era seu filho por vergonha.

A reprise de Fina Estampa foi substituída por A Força do Querer, sucesso de Glória Perez, exibido em 2017. E novamente estava Lília Cabral no elenco. Desta vez, na pele da elegante Silvana. Mulher de alta sociedade viciada em jogo. A personagem mesclava momentos cômicos e dramáticos ao longo da história e a veterana se saía bem em todos.

As trapalhadas da mulher para esconder seu vício do marido, Eurico (Humberto Martins), divertiam, enquanto os instantes que se culpava e negava para si mesma seu problema emocionavam. A atriz protagonizou ótimas cenas ao lado de Humberto Martins, Karla Karenina (a empregada Dita) e Juliana Paiva (a filha Simone). Era um perfil secundário com importância de protagonista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Após duas reexibições, a Globo precisou selecionar outra trama já vista pelo público em virtude dos atrasos das gravações de Um Lugar ao Sol, novo folhetim das 21h, escrito por Lícia Manzo. E, por ironia do destino, A Força do Querer acabou substituída pela reprise de Império, sucesso de Aguinaldo Silva exibido em 2014, onde Lília Cabral viveu a poderosa Maria Marta.

A personagem era a mais interessante da novela. Inicialmente vista como vilã, a esposa do comendador José Alfredo foi apresentando diversas camadas ao longo do enredo e conquistou o público através de suas fragilidades, como o amor que sempre sentiu pelo marido, mesmo sendo traída constantemente. A atriz dominou o papel desde o início e virou um dos grandes trunfos da trama. Sua parceria com Alexandre Nero se mostrou um dos principais trunfos da produção. Foi o melhor papel que ganhou de Aguinaldo, ainda que tenha merecido mais destaque ao longo da novela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Lília Cabral é uma das maiores atrizes do país. E elogiá-la virou mais do mesmo. Ainda assim, nunca é um excesso mencionar o quão é prazeroso vê-la atuar, ainda mais em um período tão atípico do Brasil e do mundo, onde as gravações de novas produções dramatúrgicas diminuíram muito de ritmo e as reprises dominaram as programações. Com isso, a intérprete virou a dona da faixa mais assistida da Globo.

E, ao que tudo indica, seguirá na faixa em 2022, pois está escalada por João Emanuel Carneiro para viver uma vilã em sua próxima novela.

Whatsapp


Leia também