Onde fica Malaquitas? A cidade de Amor de Mãe realmente existe? - TV História

Onde fica Malaquitas? A cidade de Amor de Mãe realmente existe?

Whatsapp

Desde o primeiro capítulo de Amor de Mãe, novela produzida pela Rede Globo, é citada a cidade de Malaquitas, no Rio Grande do Norte. É lá que a história começa, em 1993.

Mas Malaquitas realmente existe? A resposta é não. Trata-se de uma cidade fictícia criada pela autora da trama, Manuela Dias.

Lurdes (Lucy Alves em flashback) é casada com Jandir (Daniel Ribeiro) e leva uma vida simples em Malaquitas. É uma mãe amorosa, dedicada e muito próxima aos filhos Magno (João Guilherme Fonseca/Juliano Cazarré), Ryan (Pietro Buonnafina/Thiago Martins) e Domênico (Eros Lazari quando criança). Já o marido é alcoólatra e não tem uma boa relação com as crianças. Lurdes está grávida do quarto filho, uma menina, e ao entrar em trabalho de parto não consegue ter o bebê com a parteira em casa e precisa seguir para o hospital mais próximo.

Essa é a oportunidade para Jandir ficar sozinho com os filhos e vender Domênico, seu filho mais novo, para Kátia (Stella Rabello/ Vera Holtz), uma traficante de crianças do Rio de Janeiro, em troca de um maço de dinheiro. Após uma discussão com o marido que acaba em tragédia, Lurdes pega as crianças e seus poucos pertences e vai embora para o Rio de Janeiro em busca do filho perdido.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Um viaduto que corta a cidade

Em Amor de Mãe, foi a primeira vez que uma cidade cenográfica construída nos estúdios da Globo é cortada por um viaduto. O fictício Bairro do Passeio, onde boa parte da trama se desenrola, foi inspirado em São Cristóvão, bairro do Rio de Janeiro, que abriga de fábricas têxteis a restaurantes tradicionais, passando ainda por uma feira de cultura nordestina e a Linha Vermelha, que atravessa o lugar e deu novos contornos ao espaço quando foi construída.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Primeira novela gravada no MG4

Amor de Mãe foi a primeira novela gravada nos novos estúdios da Globo, inaugurado em agosto de 2019. Em uma área construída de 26 mil m², as novas instalações são uma comunhão do que há de melhor na indústria audiovisual com a expertise Globo, que desenvolveu, in house, soluções inovadoras no mercado mundial. O redesenho de processos de gestão e produção, aliados aos novos padrões de tecnologia, pretendem trazer maior flexibilidade para a produção de conteúdo da Globo.

Um dos principais benefícios do projeto é o desenvolvimento de um novo conceito de produção de dramaturgia, ampliando os recursos artísticos para a criação, direção e fotografia das novelas da Globo. Com cenários fixos, os módulos de gravação têm sets cenográficos integrados, imprimindo maior realidade para as produções. O espaço possibilita, por exemplo, que uma cena tenha continuidade em uma área externa de 4.000 metros quadrados. Ou, ainda, uma gravação contínua a partir de dois fossos cênicos – solução trazida de teatros internacionais – para dentro dos ambientes. Os estúdios ainda contam com portas de 8X6m, um padrão muito superior ao que existe atualmente no país, que exigiram o desenvolvimento de uma solução de blindagem acústica inédita no mercado.



Leia também