Nos deixou cedo: o que aconteceu com Rejane Goulart, a Júlia de A Viagem?

Nos deixou cedo: o que aconteceu com Rejane Goulart, a Júlia de A Viagem?

Whatsapp

Antes de atuar em A Viagem, onde interpretou Júlia, esposa de Otávio Jordão (Antonio Fagundes), Rejane Goulart já era muito conhecida, especialmente no Rio Grande do Sul.

Nascida em Cachoeira do Sul (RS) em 15 de novembro de 1954, a atriz enfileirou uma série de títulos nas passarelas, sendo Miss Pelotas, Miss Rio Grande do Sul e, finalmente, Miss Brasil 1972. No Miss Universo, ficou na segunda posição, perdendo a coroa para a australiana Kerry Anne Wells.

Após uma recepção apoteótica em Porto Alegre (RS) no retorno do concurso, realizado em Porto Rico, Rejane curtiu seu reinado por alguns anos, até se tornar atriz da TV Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Seu primeiro papel foi em Ti Ti Ti (1985), depois participou de Mandala (1987), La Mamma (1990), Felicidade (1991) e De Corpo e Alma (1992).

Em A Viagem, teve importante participação a partir da morte de Otávio, convivendo com ele no Nosso Lar.

“Eu tinha lido Nosso Lar e frequentei o Lar do Frei Luis, na época em que estava fazendo De Corpo e Alma. Aliás, naquela novela, eu era Júlia; a minha filha, de cinco anos, se chama Júlia; e agora sou Júlia novamente”, declarou ao jornal O Globo de 4 de setembro de 1994, falando sobre a novela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Depois, ainda participou de Vira Lata (1996) e Era Uma Vez (1998), onde interpretou Nilda.

Após 12 anos afastada das novelas, retornou para um papel em Ribeirão do Tempo (2010), na Record, seu último trabalho na televisão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rejane morreu em 26 de dezembro de 2013, aos 59 anos, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Antes disso, se recuperava de uma trombose na perna, sofrida após uma queda, e ainda havia descoberto um aneurisma.

A atriz deixou dois filhos, Rodrigo, do casamento com Rubens Goulart, e Júlia, de sua relação com Ítalo Granato.



Leia também