Situação complicada: o que aconteceu com o ator que fez o Mascarado de A Viagem?

Whatsapp

Breno Moroni Girão Barroso nasceu em 6 de fevereiro de 1954, em Petrópolis (RJ). Formou-se em teatro em 1974 e já atuou em diversos papeis nos palcos, no cinema e na televisão. Versátil, é ator, dramaturgo, mímico, artista circense, professor de interpretação, dublê, locutor e radialista, entre outras ocupações no meio artístico.

Em 1983, tornou-se conhecido ao estrelar a abertura de Champagne, novela das oito da Globo, em mais uma célebre criação de Hans Donner e sua equipe.

Sua primeira atuação no gênero veio em 1984, na minissérie Marquesa de Santos, da Manchete. Depois, esteve em Tudo em Cima, Abolição e Olho por Olho. Também participou da abertura de O Salvador da Pátria, interpretando Sassá Mutema na vinheta.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mascarado Adonay de A Viagem

Em 1994, veio o papel mais destacado de sua carreira, quando viveu Adonay, o Mascarado de A Viagem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Por ter experiência como mímico, mágico, equilibrista e outras atividades circenses, o próprio ator era quem fazia todas as coreografias do misterioso personagem.

Depois de A Viagem, não teve muitos papeis na televisão, estando em Vira Lata, um episódio do Você Decide e Um Anjo Caiu do Céu, sua última novela até o momento.

Atualmente com 67 anos, o ator, depois de rodar o mundo, se estabeleceu em Campo Grande (MS) desde 2018, vivendo da atuação teatral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Momento complicado

Com a chegada da pandemia causada pelo novo coronavírus, ele passou a gravar vídeos onde mostra como está se virando na quarentena.

“Nós só tínhamos, basicamente, a linguagem teatral para se manifestar, de repente perdemos nosso palco”, lamentou, em entrevista ao site Campo Grande News.

“Estou em um dos momentos mais complicados da minha vida, sempre me virei, nunca fiquei esperando por nada, mas a situação é tão complicada que por mais que busque, não achamos nada”, completou.



Leia também