O que acontece com o Comendador no final de Império?

Whatsapp

Em Império, o Comendador José Alfredo Medeiros (Alexandre Nero) é o chefe de um poderoso grupo empresarial e de uma família cheia de problemas.

Ao longo da trama, ele passa por diversos percalços, como a manutenção de seu casamento de fachada com Maria Marta (Lília Cabral), o romance com a jovem Maria Ísis (Marina Ruy Barbosa), que traz sua família a tiracolo, os problemas criados por sua ex-cunhada Cora (Drica Moraes), entre outros.

Além disso, precisa administrar as disputas entre os filhos Maria Clara (Andreia Horta) e José Pedro (Caio Blat) por sua sucessão, as confusões criadas pelo rebelde João Lucas (Daniel Rocha) e o surgimento de uma possível filha bastarda, Cristina (Leandra Leal), mais tarde confirmada como legítima herdeira do empresário.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A chegada de Maurílio

Durante a trama, aparecem novos percalços no caminho do empresário. Um deles é o misterioso Maurílio (Carmo Dalla Vecchia), que afirma ser filho de Sebastião (Reginaldo Faria), o homem que lhe ajudou a se tornar quem é nos dias atuais.

Em determinado momento da história, após Téo Pereira (Paulo Betti) publicar em seu blog informações sobre o passado do Comendador, José Alfredo resolve forjar a própria morte, contando com Cristina e o fiel aliado Josué (Roberto Birindelli) como cúmplices.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enquanto luta para desmascarar seu inimigo, o Comendador começa trabalhar, durante um tempo, em um garimpo do interior. Posteriormente, ele descobre que o verdadeiro Maurílio morreu.

Zé começa a pensar em possíveis inimigos. Enquanto isso, Silviano (Othon Bastos) revela a Maria Marta que seu álbum de lembranças foi roubado e Cora descobre que o milionário está vivo. Ele começa a ser perseguido por capangas de um homem chamado Fabrício Melgaço.

Com o passar dos dias, o dono da Império é denunciado por Maria Marta e é preso. Ele presta contas a respeito da sua falsa morte. Na delegacia, ele conversa com o delegado e é auxiliado por Merival (Roberto Pirillo). Para justificar sua ausência durante todo este tempo, ele inventa uma história e diz que teve amnésia. Após o depoimento, é solto.

Em seguida, Cora conta para o Comendador que seu mordomo é, na verdade, ex-marido da aristocrata. José Alfredo desconfia que Silviano possa ser seu inimigo e o expulsa da mansão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Atentado no Carnaval

Alguns capítulos depois, com o enredo “Homem de Preto em Terra de Brilhantes”, a Escola de Samba União de Santa Teresa homenageia o Comendador. Ao lado do nordestino, Maria Marta desfila no carro alegórico que simboliza o império de José Alfredo. Durante o espetáculo, o milionário sofre um atentado.

Fantasiado com trajes de morte, Maurílio perambula pela Sapucaí na esperança de encontrar o rival. Escondida no carro alegórico do amado, Cora vê o vilão, protege José Alfredo e leva um tiro. Apesar de ser socorrida, a megera morre no hospital.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Filho mata o próprio pai

Na reta final, descobre-se que José Pedro é Fabrício Melgaço e que ele se aliou a Silviano e Maurílio para tomar o lugar e a fortuna do pai.

Quando Zé descobre a falsa identidade de Pedro, declara guerra ao filho e diz que ele nunca terá nada. Orientado por Silviano, o rapaz sequestra sua irmã Cristina.

No último capítulo, no esconderijo, José Pedro mata Maurílio, enquanto Josué mata Silviano. O Comendador não tem coragem de atirar em José Pedro e, ao virar as costas para ele, o jovem mata o próprio pai e acaba preso.

Apesar de terminar a novela morto, José Alfredo reaparece no final do episódio derradeiro. Enquanto sua família, agora comandada por João Lucas, posa para a tradicional foto na Império, o vulto do Comendador aparece na janela da empresa, observando todos.



Leia também