O galã da Globo que desistiu da TV para sobreviver do trabalho nas ruas

Nascido em 26 de setembro de 1951, Eduardo Tornaghi foi um dos principais galãs da Globo nos anos 1970 e 1980. Participou de novelas da Globo como A Moreninha (1975), Vejo a Lua no Céu (1976), Sinhazinha Flô (1977), Dancin’ Days (1978), Memórias de Amor (1979), Marina (1980), Vereda Tropical (1984) e A Gata Comeu (1985), incluindo alguns papeis de destaque.

Após a trama de Ivani Ribeiro, diminuiu suas participações na televisão, fazendo aparições em Carmem (1987), da Manchete, O Salvador da Pátria (1989) e Pátria Minha (2004), da Globo.

Depois disso, o ator se afastou do veículo, passando a dar aulas de teatro para comunidades carentes do Rio de Janeiro (RJ), escrever e organizar eventos de literatura e divulgação de poesia e divulgando seus trabalhos nas ruas da capital fluminense.

Apesar de estar longe das novelas, ele fez pequenas participações nos últimos anos, como em Carga Pesada (2006), Uma Rosa com Amor (2010), Lúcia McCartney (2016) e Rock Story (2016), seu último papel até o momento. Em 2014, participou de reportagem do Domingo Show, da Record, quando foi lembrado pelo público.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Em entrevista ao site Notícias da TV, em 2015, Tornaghi contou que cansou da televisão e que sentia que vivia em uma “gaiola de ouro”, que dinheiro era “veneno” e que resolveu conhecer o Brasil real e o mundo subterrâneo da cultura.

Atualmente com 69 anos, declarou que não vê mais oportunidades na televisão. “Sinto que meu tempo na TV passou”, enfatizou.

“Volta e meia, um produtor me chama para algum trabalho. Nunca vinga. Ainda tenho aqueles velhos amigos querendo me ver trabalhando na TV, mas nunca dá certo. Talvez porque sempre tenho mais o que fazer”, completou.

O ator é pai de duas garotas, uma de 18 e outra de 21 anos, e contou que adora cozinhar e tocar violão para elas.

Confira um vídeo recente de Tornaghi, publicado em seu canal do YouTube:



Leia também