O coração não aguentou: polêmico apresentador do SBT teve infarto no ar e morreu dias depois - TV História

O coração não aguentou: polêmico apresentador do SBT teve infarto no ar e morreu dias depois

Um instante, maestro! Um dos maiores e mais polêmicos apresentadores da televisão brasileira, Flávio Cavalcanti infelizmente nos deixava há 34 anos, quatro dias depois de sofrer uma isquemia miocárdica aguda enquanto comandava o programa que levava seu nome no SBT.

Flávio iniciou sua carreira na televisão ainda na década de 1950, atuando em programas históricos, como Noite de Gala. Depois disso, ganhou sua própria atração, que geralmente levava seu nome ou usava um de seus bordões como título.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Nos anos 1970, fixou horário nas noites de domingo, na Rede Tupi, rivalizando com o programa de Chacrinha, na Globo, nos primeiros anos da década. Chegou a ser suspenso pela ditadura após mostrar o caso de um homem que “emprestava” a mulher para o vizinho.

Com o fechamento da Tupi, foi para a Band, onde comandou o Boa Noite Brasil. Em 1983, chegou ao SBT, comandando o Programa Flávio Cavalcanti semanalmente, nas noites de quinta, ao vivo, com grande audiência, quebrando discos de músicos que não gostava, colocando temas espinhosos em debate e recebendo os mais variados convidados.

No dia 22 de maio de 1986, o apresentador fez uma rápida entrevista na atração e jogou o dedo indicador para o alto, como sempre fazia, chamando o intervalo. “Nossos comerciais, por favor”, pediu.

Mas ele não voltou mais. Pego de surpresa, Wagner Montes, que era presença constante no júri da atração, acabou sendo colocado como apresentador apenas para finalizar a exibição daquele dia.

Após a vinheta, explicou a situação. “Vocês devem estar estranhando eu apresentando o programa. Desculpem, mas eu também fui pego de improviso. Mas o Flávio teve uma pequena indisposição e, se Deus quiser, na próxima quinta-feira, ele estará aqui, porque aqui é o seu lugar, para comandar o Programa Flávio Cavalcanti”, informou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Mas, para tristeza dos telespectadores, ele não retornou. Internado no hospital na capital paulista, o coração acabou não resistindo e Flávio morreu quatro dias depois, em 26 de maio de 1986, aos 63 anos.

No dia de sua morte, o SBT ficou fora do ar, em sinal de luto, exibindo apenas um slide que informava o ocorrido. “Estamos tristes com a morte do nosso colega Flávio Cavalcanti, que será sepultado hoje, em Petrópolis, às 16 horas, quando então voltaremos com a programação normal”.



Deixe sua opinião


Leia também