Novo passaralho: SBT não poupa nem equipe de Carlos Alberto de Nóbrega - TV História

Novo passaralho: SBT não poupa nem equipe de Carlos Alberto de Nóbrega

Whatsapp

A crise financeira do SBT parece estar longe de chegar ao fim. Agora, o passaralho promovido pela emissora de Silvio Santos não poupou nem mesmo funcionários de A Praça é Nossa, um dos poucos programas tidos como indispensáveis na grade de programação da rede.

O humorístico de Carlos Alberto de Nóbrega está com suas gravações suspensas desde o final de março, quando começou oficialmente a pandemia do novo coronavírus. Desde então, a equipe ficou praticamente sem função e passou a atuar em remanejamentos pontuais para outras atrações.

Para cortar gastos, boa parte da equipe de A Praça é Nossa foi demitida nesta terça-feira (13). O facão atingiu até a produtora mais querida por Carlos Alberto, que trabalhava no SBT há nove anos. Boa parte dos demitidos ouviu a promessa de que serão recontratados quando as gravações forem retomadas, no ano que vem.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


A promessa, porém, aparenta ser apenas mais uma desculpa infundada. A onda de demissões também atingiu a equipe de um dos programas favoritos de Silvio Santos: o Triturando (e o seu spin-off, Notícias Impressionantes). As atrações seguem sendo feitas e, ainda assim, profissionais envolvidos em ambas foram desligados.

Christina Rocha, que estava na corda bamba, terá que voltar a gravar o seu programa para manter o seu emprego. Apesar de pertencer ao grupo de risco do coronavírus por conta de sua idade, ela voltará a gravar episódios do Casos de Família nas próximas semanas.

Nos bastidores, comenta-se que mais de 500 colaboradores do SBT perderão seus empregos até o final de dezembro. Todos os programas e postos de trabalho da casa estão sob constante observação de Renata Abravanel, a nova presidente do Grupo Silvio Santos.



Leia também