Entre lágrimas e medalhas: as novelas exibidas pela Globo durante as Olimpíadas

Whatsapp

A proposta é relembrar as novelas da Globo que foram ao ar durante Jogos Olímpícos de Verão passados, desde os primeiros com a emissora em operação, em 1968.

Por que a Globo? Porque é a emissora com mais transmissões de Olimpíadas.

1968, Cidade do México – 12/10 a 27/10

Leia mais

Pela primeira vez, os Jogos foram sediados na América Latina. No entanto, nosso país ainda não viu ao vivo: o satélite só chegaria no ano seguinte.

O Brasil ficou em 35º lugar, com 3 medalhas.

1 medalha de prata:
Nelson Prudêncio – Atletismo salto triplo

2 medalhas de bronze:
Servílio de Oliveira – Boxe peso mosca
Reinaldo Conrad e Burkhard Cordes – Iatismo flying futchman

Novelas: A Grande Mentira (19h), Passo dos Ventos (21h), A Gata de Vison (21h30).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1972, Munique – 26/08 a 11/09

Primeira vez que o Brasil viu os Jogos ao vivo, através da Globo. Tragédia durante a Olimpíada: na madrugada do dia 5 de setembro, oito árabes do grupo terrorista Setembro Negro invadiram a Vila Olímpica, mataram dois membros da equipe de Israel e fizeram outros nove de reféns. O que se seguiu, com a paralisação temporária dos Jogos e a morte de todos os reféns israelitas, ficou conhecido como o Massacre de Munique.

O Brasil ficou em 41º lugar, com 2 medalhas de bronze:

Nelson Prudêncio – Atletismo salto triplo
Chiaki Ishii – Judô meio-pesado até 93 kg

Novelas: Bicho do Mato (18h), O Primeiro Amor (19h), Selva de Pedra (20h), O Bofe (22h).

1976, Montreal – 17/07 a 01/08

Financeiramente, os Jogos foram um fracasso, causando o maior prejuízo econômico da história do evento (até Atenas 2004), totalizando mais de 2 bilhões de dólares americanos em dívidas, levando a cidade a demorar mais de 40 anos para conseguir quitar as dívidas relacionadas ao evento.

O Brasil ficou em 36º lugar, com 2 medalhas de bronze:
João Carlos de Oliveira (João do Pulo) – Atletismo salto triplo
Reinaldo Conrad e Peter Ficker — Vela flying dutchman

Novelas: O Feijão e o Sonho (18h), Anjo Mau (19h), O Casarão (20h), Saramandaia (22h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1980, Moscou – 19/07 a 03/08

O maior boicote da história olímpica. Como protesto contra a invasão soviética no Afeganistão, o presidente norte-americano Jimmy Carter anunciou o boicote de sua nação convocando seus aliados pelo mundo a darem o mesmo exemplo. Nada menos que 69 países seguiram os Estados Unidos. No Brasil, apenas a Globo esteve presente em Moscou, com uma pequena equipe, enquanto a TV Cultura fazia transmissões daqui mesmo.

Sem os aliados americanos no páreo, o Brasil ficou em 17º lugar, com 4 medalhas.

2 medalhas de ouro:
Lars Björkström e Alexandre Welter – Iatismo tornado
Marcos Soares e Eduardo Penido – Iatismo 470

2 medalhas de bronze:
João Carlos de Oliveira (João do Pulo) – Atletismo salto triplo
Natação revezamento 4×200 metros livres masculino.

Novelas: Marina (18h), Chega Mais (19h), Água Viva (20h).

1984, Los Angeles – 28/07 a 12/08

A União Soviética deu o troco: em retaliação ao boicote liderado pelos norte-americanos à última Olimpíada (Moscou 1980), desta vez foram os países do antigo bloco socialista que boicotaram os jogos. Foi a primeira vez que a Globo fez uma grande cobertura para os Jogos.

Sem os aliados soviéticos no páreo, o Brasil ficou em 19º lugar, com 8 medalhas.

1 medalha de ouro:
Joaquim Cruz – Atletismo 800 metros rasos

5 medalhas de prata:
Douglas Vieira – Judô meio-pesado
Ricardo Prado – Natação 400 metros medley
Futebol masculino
Daniel Adler, Torben Grael e Ronaldo Camargo – Iatismo soling
Vôlei masculino

2 medalhas de bronze:
Luiz Onmura – Judô peso leve
Walter Carmona – Judô peso médio.

Novelas: Amor com Amor se Paga (18h), Vereda Tropical (19h), Partido Alto (20h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1988, Seul – 17/09 a 02/10

Após edições de Jogos Olímpicos com grandes boicotes, Seul viu o enfrentamento direto das grandes potências União Soviética, Estados Unidos e Alemanha Oriental, que venceram a maioria das competições. Primeira vez que o Brasil viu as competições na madrugada.

O Brasil ficou em 24º lugar, com 6 medalhas.

1 medalha de ouro:
Aurélio Miguel – Judô meio-pesado

2 medalhas de prata:
Futebol masculino
Joaquim Cruz – Atletismo 800 metros rasos

3 medalhas de bronze:
Róbson Caetano – Atletismo 200 metros rasos
Lars Grael e Clinio Freitas – Iatismo tornado
Torben Grael e Nelson Falcão – Iatismo star

Novelas: Fera Radical (18h), Bebê a Bordo (19h), Vale Tudo (20h).

1992, Barcelona – 25/07 a 09/08

Como consequência da mudança geopolítica mundial naquele momento, esta foi a primeira edição dos Jogos Olímpicos de Verão com número grande de nações participantes e sem qualquer ameaça de boicote.

O Brasil ficou em 25º lugar, com 3 medalhas.

2 medalhas de ouro:
Vôlei masculino
Rogério Sampaio – Judô até 65 kg masculino

1 medalha de prata:
Gustavo Borges – Natação 100m livre masculino

Novelas: Despedida de Solteiro (18h), Perigosas Peruas (19h), Pedra Sobre Pedra e De Corpo e Alma (20h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

1996, Atlanta – 19/07 a 04/08

Os 100 anos dos Jogos Olímpicos da Era Moderna ficaram manchados pelo atentado cometido com a explosão de uma bomba no Centennial Olympic Park, que resultou na morte de duas pessoas e ferimentos em outras 111.

O Brasil ficou em 25º lugar, com 15 medalhas.

3 medalhas de ouro:
Robert Scheidt – Vela laser
Torben Grael e Marcelo Ferreira – Vela star
Jacqueline Silva e Sandra Pires  – Voleibol de praia feminino

3 medalhas de prata:
Adriana Samuel e Mônica Rodrigues – Voleibol de praia feminino
Gustavo Borges – Natação 200 m livre masculino
Basquetebol feminino

9 medalhas de bronze:
Voleibol feminino
Fernando Scherer – Natação 50 m livre masculino
Gustavo Borges – Natação 100 m livre masculino
Aurélio Miguel – Judô até 95 kg masculino
Henrique Guimarães – Judô até 65 kg masculino
Hipismo saltos por equipe
Futebol masculino
Atletismo revezamento 4×100 m masculino
Lars Grael e Kiko Pelicano – Vela tornado.

Novelas: Quem é Você (18h), Vira-lata (19h), O Rei do Gado (20h).

2000, Sidney – 15/09 a 01/10

Segunda vez que as Olimpíadas foram realizadas no hemisfério sul (a primeira foi em Melbourne, em 1956). Novamente, o Brasil assistia às competições durante a madrugada.

O Brasil ficou em 52º lugar, com 12 medalhas – nenhuma de ouro.

6 medalhas de prata:
Atletismo revezamento 4x100m rasos masculino
Tiago Camilo – Judô peso leve masculino
Carlos Honorato – Judô peso médio masculino
Robert Scheidt – Vela laser
Zé Marco e Ricardo – Vôlei de praia masculino
Adriana Behar e Shelda Bede – Vôlei de praia feminino

6 medalhas de bronze:
Basquete feminino
Hipismo saltos por equipe
Torben Grael e Marcelo Ferreira – Vela star
Natação revezamento 4×100 livre masculino
Adriana Samuel e Sandra Pires – Vôlei de praia feminino
Vôlei feminino

Novelas: O Cravo e a Rosa (18h), Uga Uga (19h) Laços de Família (21h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2004, Atenas – 13 a 29/08

A segunda edição de Jogos Olímpicos realizada na cidade, 108 anos após a primeira.

O Brasil ficou em 16º lugar, com 10 medalhas.

5 medalhas de ouro:
Vôlei masculino
Rodrigo Pessoa – Hipismo saltos individuais
Emanuel Rego e Ricardo Santos – Voleibol de praia masculino
Robert Scheidt – Vela laser masculino
Marcelo Ferreira e Torben Grael – Vela star masculino

2 medalhas de prata:
Futebol Feminino
Shelda Bede e Adriana Behar – Voleibol de praia feminino

3 medalhas de bronze:
Vanderlei Cordeiro de Lima – Atletismo maratona masculino
Leandro Guilheiro – Judô até 73 kg Masculino
Flávio Canto – Judô até 81 kg Masculino

Novelas: Cabocla (18h), Da Cor do Pecado (19h), Senhora do Destino (21h).

2008, Pequim – 8 a 24/08

Como os eventos do hipismo ocorreram em Hong Kong, essa foi a terceira vez na história que os Jogos foram realizados por dois Comitês Olímpicos Nacionais.

O Brasil ficou em 22º lugar, com 17 medalhas.

3 medalhas de ouro:
Maurren Maggi – Atletismo salto em distância feminino
César Cielo – Natação 50 m livre masculino
Voleibol feminino

4 medalhas de prata:
Futebol feminino
Robert Scheidt e Bruno Prada – Vela star masculino
Voleibol masculino
Márcio Araújo e Fábio Luiz Magalhães – Voleibol de praia masculino

10 medalhas de bronze:
Futebol Masculino
Ketleyn Quadros – Judô até 57 kg feminino
Leandro Guilheiro – Judô até 73 kg masculino
Tiago Camilo – Judô até 81 kg masculino
César Cielo – Natação 100 m livre masculino
Natália Falavigna – Taekwondo mais de 67 kg feminino
Fernanda Oliveira e Isabel Swan – Vela 470 feminino
Ricardo Santos e Emanuel Rego – Voleibol de praia masculino
Atletismo revezamento 4×100 m feminino
Atletismo revezamento 4×100 m masculino

Novelas: Ciranda de Pedra (18h), Beleza Pura (19h), A Favorita (21h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2012, Londres – 27/07 a 12/08

Londres foi a primeira cidade a sediar oficialmente os Jogos Olímpicos da Era Moderna por três vezes (as anteriores foram em 1908 e 1948). Foi a primeira vez que a Globo não exibiu os Jogos, já que a Record conquistou a exclusividade para a TV aberta brasileira.

O Brasil ficou em 22º lugar, com 17 medalhas.

3 medalhas de ouro:
Sarah Menezes – Judô feminino até 48 kg
Arthur Zanetti – Ginástica argolas
Voleibol feminino

5 medalhas de prata:
Thiago Pereira – Natação 400 m medley masculino
Alison Cerutti e Emanuel Rego – Voleibol de praia masculino
Futebol masculino
Esquiva Falcão – Boxe peso médio masculino
Voleibol masculino

9 medalhas de bronze:
Felipe Kitadai – Judô até 60 kg masculino
Mayra Aguiar – Judô até 78 kg feminino
Rafael Silva – Judô acima de 100 kg masculino
César Cielo – Natação 50 m livre masculino
Robert Scheidt e Bruno Prada – Vela star
Juliana Silva e Larissa França – Voleibol de praia feminino
Adriana Araújo – Boxe peso leve feminino
Yamaguchi Falcão – Boxe peso meio-pesado masculino
Yane Marques – Pentatlo moderno feminino

Novelas: Amor Eterno Amor (18h), Cheias de Charme (19h), Avenida Brasil (21h), Gabriela (23h).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

2016, Rio de Janeiro – de 5 a 21/08

O Brasil ganhou 7 medalhas de ouro e 19 no total, sendo o maior número de medalhas conquistadas pelo país na história das Olimpíadas, terminando em 13º lugar no ranking geral. A Globo fez a maior cobertura de sua história, contando com um estúdio dentro do parque olímpico.

7 medalhas de ouro:
Rafaela Silva – Judô até 57 kg feminino
Thiago Braz – Atletismo salto com vara masculino
Robson Conceição – Boxe peso leve masculino
Martine Grael e Kahena Kunze – Vela 49er FX feminino
Alison Cerutti e Bruno Oscar Schmidt – Voleibol de praia masculino
Futebol masculino
Voleibol masculino

6 medalhas de prata:
Felipe Almeida Wu – Tiro pistola de ar 10 m masculino
Diego Hypólito – Ginástica artística solo masculino
Arthur Zanetti – Ginástica artística argolas masculino
Isaquias Queiroz – Canoagem C-1 1000 m
Isaquias Queiroz e Erlon Silva – Canoagem C-2 1000 m
Ágatha Bednarczuk e Bárbara Seixas – Voleibol de praia feminino

6 medalhas de bronze:
Mayra Aguiar – Judô até 78 kg feminino
Rafael Silva – Judô mais de 100 kg masculino
Arthur Mariano – Ginástica artística solo masculino
Poliana Okimoto – Natação maratona aquática feminino
Isaquias Queiroz – Canoagem C-1 200 m
Maicon de Andrade – Taekwondo mais de 80 kg masculino

Novelas: Eta Mundo Bom (18h), Haja Coração (19h), Velho Chico (21h).

2021, Tóquio – de 23/07 a 08/08

Nenhuma novela inédita na Globo: A Vida da Gente (18h), Pega Pega (19h), Império (21h).

O Brasil volta a acompanhar as disputas durante a madrugada. Por conta da pandemia de Covid-19, apenas uma pequena equipe da emissora vai até Tóquio. Galvão Bueno e os demais narradores e comentaristas transmitem daqui mesmo.

Whatsapp


Leia também