Novela que terminava em 1985 marcou estreia de Elias Gleizer na Globo - TV História

Novela que terminava em 1985 marcou estreia de Elias Gleizer na Globo

Whatsapp

Há exatamente 36 anos, no dia 12 de abril de 1985, a novela Livre para Voar terminava na faixa das seis da Rede Globo. Apesar de ser pouco lembrada, a trama de Walther Negrão lançou diversos artistas que posteriormente fizeram carreira na televisão. Além disso, um ator, já veterano, fazia sua primeira participação na emissora, após anos na concorrência.

Livre para Voar, que estreou em 17 de setembro de 1984, contava a história de dois jovens, Pardal (Tony Ramos) e Bebel (Carla Camurati), que nutriam um amor verdadeiro, mas escondiam suas reais identidades. A trama, que se passava em Poços de Caldas (MG), teve 184 capítulos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Após diversos trabalhos na Tupi, durante 20 anos, quatro na Band e um no SBT, Elias Gleizer (1934-2015) fazia sua estreia em novelas da Globo.

Ele viveu Pedrão, maquinista de trem e pai de Julinha (Thaís de Campos), Jajá (Rodolfo Bottino) e Quim (Tiago Santiago). O personagem deu carona para Pardal e Gibi (Fernando Almeida) na viagem que eles fazem para Poços. Era um homem rude, mas um bom pai e um bom companheiro – ficou viúvo há muitos anos e criou os filhos sozinho. Era leal aos amigos, principalmente a Seu Lau (Abrahão Farc), com quem passava boas horas conversando, e se apaixonou por Carolina (Laura Cardoso).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A partir de Livre para Voar, o ator, que estava com 50 anos, teve muitos papeis exitosos nas produções globais, em tramas como Tieta, Sonho Meu, Explode Coração, Anjo de Mim, Era uma Vez, Pé na Jaca, Caminho da Índias e Passione, entre outras.

Mais estreias

Além da chegada de Gleizer à Globo, fizeram sua estreia no vídeo nada menos que sete artistas: Cássia Kiss, Rodolfo Bottino (1959-2011), Denise Milfont, Alexandre Frota, Guida Viana, Dora Pelegrino e Tiago Santiago.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Desses, quem teve a carreira mais destacada foi Cássia, que, no ano seguinte, brilharia em Roque Santeiro e depois engataria diversos personagens de sucesso, em tramas como Vale Tudo, Pantanal, Barriga de Aluguel, Fera Ferida e Porto dos Milagres, entre outras.

Inicialmente ator, Tiago Santiago (foto acima) fez somente duas novelas em sua carreira: Livre para Voar, quando viveu Quim, e Chamas da Vida, da Record, quando fez participação especial como um mendigo.

A partir de 1991, iniciou seu trabalho como autor, se destacando, principalmente, por tramas como Prova de Amor e Os Mutantes – Caminhos do Coração, exibidas pelo canal de Edir Macedo, além de ter uma passagem pelo SBT, onde fez Uma Rosa com Amor e a mal-sucedida Amor e Revolução.



Leia também