Faltou pouco: novela que terminava há um ano quase bateu recorde histórico - TV História

Faltou pouco: novela que terminava há um ano quase bateu recorde histórico

Whatsapp

As Aventuras de Poliana, novela exibida pelo SBT entre 16 de maio de 2018 e 13 de julho de 2020, tendo sido encerrada, portanto, há exatamente um ano, por pouco não quebrou um recorde histórico da televisão brasileira. A trama teve longínquos 563 capítulos, tornando-se a segunda novela de maior duração a ser exibida no país.

A produção que lidera – e que provavelmente não será alcançada tão cedo – é Redenção, da TV Excelsior, estrelada por Francisco Cuoco. A trama teve 596 capítulos, ficando no ar entre 1966 e 1968.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Dessa forma, se tivesse mais 33 capítulos, a obra de Íris Abravanel, que também com nomes como Dalton Vigh e Myriam Rios (foto abaixo), entre outros, se tornaria a mais longeva da história da televisão. Infelizmente, a pandemia causada pelo novo coronavírus teve papel fundamental na falha pela busca do recorde.

O canal promete uma continuação da história, denominado Poliana Moça, ainda sem previsão de estreia, mas que não contará para o ranking, já que se tratará de outra produção.

Depois de Redenção (foto acima) e As Aventuras de Poliana, vem a segunda versão de Chiquititas, produzida pelo SBT entre 2013 e 2015, com 545 capítulos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Vale lembrar que a primeira versão de Chiquititas, exibida pelo SBT entre 1997 e 2001, teve 807 episódios, mas foi dividida em cinco temporadas, com paralisações, não entrando, dessa forma, no ranking das tramas ininterruptas.

A novela mais longa da história da Globo é apenas a décima colocada no ranking de longevidade: A Grande Mentira, produzida entre 1968 e 1969, teve 341 capítulos, algo impensável para os dias de hoje na emissora da família Marinho.

Whatsapp


Leia também