Novela mediana da Globo virou um dos programas mais influentes do mundo

Whatsapp

Neste dia 30 de dezembro, a novela Tropicaliente, de Walther Negrão, completa 27 anos de término.

Relaciono abaixo 10 curiosidades sobre a produção que – pasme! – já foi considerada uma das mais influentes do mundo.

Confira:

Leia mais

Mais sucesso no exterior

Tropicaliente

A recepção de Tropicaliente no Brasil foi morna, porém, no exterior, a novela fez grande sucesso em países frios. Como a trama exibia as belezas do Ceará, o estado passou a ser um dos destinos mais procurados por russos e escandinavos depois que a novela foi exibida na Europa.

O sucesso de Tropicaliente na Rússia pode ser explicado pelas ambientações exóticas aos olhos do povo russo. Neste país, a novela teve seu nome trocado para Tropikanka – “mulher tropical” em russo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Um dos programas de TV mais influentes do mundo

Tropicaliente

De acordo com o blog BlogaritmoxTropicaliente foi exibida na Rússia em 1996 e era assistida por uma média de 25 milhões de telespectadores. E a novela acabou entrando no jogo político do país, já que foi decisiva para as eleições presidenciais daquele ano.

Era julho e o então presidente Boris Yeltsin, concorrendo à reeleição, mas com a popularidade em baixa, estava preocupado. Como na Rússia o voto não é obrigatório, e era verão no país, havia o risco de uma debandada dos eleitores, que prefeririam viajar a comparecer nas urnas.

Tropikanka estava em seus últimos capítulos, com grande audiência, e Yeltsin usou a novela brasileira a seu favor. Ele ordenou que o canal ORT, controlado pelo governo, exibisse os três últimos capítulos seguidos no dia da eleição, das 8 às 11 horas. Ou seja, quando o último capítulo acabasse, estaria muito tarde para viajar, mas ainda daria tempo de votar. Coincidência ou não, Boris Yeltsin ganhou aquela eleição.

Por causa deste fato, em outubro de 2012, o site estrangeiro Mental Floss incluiu Tropicaliente na lista dos 25 programas de TV mais influentes do mundo, ao lado de títulos como GleeStar Trek – Nova GeraçãoFriendsOs SimpsonsBob EsponjaC.S.I.Buffy a Caça VampirosSex and the CityPlantão MédicoMelrose PlaceS.O.S. Malibu e outros.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tropicaliente 2

Geraldo Casé, então diretor de vendas internacionais da TV Globo, contou que a novela seguinte comprada pela Rússia, Mulheres de Areia, surfou no sucesso de Tropikanka:

“Resolveram batizar de Sekret Tropikanki, que significa “O segredo de uma mulher tropical”. Ou Tropikanka 2. O problema é que uma novela não tem nada a ver com outra”.

A única semelhança era que Mulheres de Areia também se passava em uma cidadezinha litorânea.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Novela no Ceará

Tropicaliente

Depois de centralizar suas imagens em Curitiba – cenário de Sonho Meu, a novela antecessora no horário das seis -, a Globo foi até Fortaleza para essa atração “caribenha”.

A produção de Tropicaliente contou com a ajuda do governo do Ceará, que mobilizou o setor hoteleiro e deu apoio em algumas despesas, como o aluguel de um helicóptero para as gravações em alto-mar, ônibus, automóveis, jangadas e bugres.

A exibição da trama aumentou o turismo no estado. Nos meses de baixa temporada em que Tropicaliente foi ao ar, os hotéis ficaram lotados e o crescimento do turismo foi 30% superior ao dos anos anteriores.

Apesar da divulgação das belezas do Ceará, a novela foi criticada por esconder e maquiar a miséria social do estado.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Praia e sol

Tropicaliente

O autor Walther Negrão é fã de ambientações praianas em suas novelas, vide Top Model (1989-1990, que escreveu com Antônio Calmon), Como um Onda (2004-2005), Flor do Caribe (2013) e Sol Nascente (2016-2017).

Uma cidade cenográfica de 3 mil metros quadrados foi construída na praia de Porto das Dunas, no município de Aquiraz, perto de Fortaleza. Era um vila de pescadores com nove casinhas em detalhes coloridos que davam um toque caribenho ao cenário.

Ao livro “A Seguir, Cenas do Próximo Capítulo” (de André Bernardo e Cíntia Lopes), Negrão destacou a presença constante do visual praiano em Tropicaliente:

“A equipe gravava durante dez dias todos os meses em locações próximas a Fortaleza. No ritmo industrial que uma novela adquire depois da estreia, isso é difícil de manter. Para tal, é preciso manter um mínimo de trinta capítulos escritos e à frente. Foi o que fizemos em Tropicaliente e resultou bem”.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Homenagem a Cassiano Gabus Mendes

Walther Negrão homenageou o novelista Cassiano Gabus Mendes, falecido no ano anterior (em 18/08/1993), ao batizar o personagem de Márcio Garcia com seu nome, Cassiano.

A novela também teve no elenco a presença de Cássio Gabus Mendes, filho de Cassiano.

Abertura icônica

Criada pela equipe do designer gráfico Hans Donner, a abertura – de apelo caribenho, com mulheres-frutas em cenários tropicais – marcou época.

André Luiz Sens, em seu blog Televisual, destacou que, em cores vibrantes e quentes, a vinheta contou com um efeito ótico interessante e envolvente sem a necessidade de recursos computacionais em 3D.

Com movimentação de câmeras e troca de perspectiva nos objetos (reais ou feitos à mão), um contexto era completamente transformado em outro: o pôr do sol virava um drinque, a salada verde se transformava em uma ilha e os guarda-sóis em frutas tropicais.

Ao final, a pista onde um casal dançava ao luar se transformava em um prato de lagosta com um simples movimento de câmera. A música-tema era “Coração da Gente”, gravação de Elba Ramalho popularizada pela novela.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Trilha sonora latina

Tropicaliente

A proposta latina da novela esteve inclusive em sua trilha sonora internacional, que trouxe apenas hits hispânicos, alguns bem antigos: de Juan Luis Guerra, Jose Luis Perales, Mercedes Sosa, Pablo Milanés e Trini Lopez a Santana, Luiz Miguel e Gloria Estefan.

Espichada

Tropicaliente

Apesar da repercussão mediana em sua exibição original no Brasil, Tropicaliente teve que ser espichada para que sua sucessora, o remake de Irmãos Coragem, pudesse estrear na primeira semana de janeiro de 1995 – marcando assim o início das comemorações dos 30 anos da TV Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Reprise picotada

Tropicaliente foi reapresentada no Vale a Pena Ver de Novo entre março e julho de 2000. Para esta reprise, a equipe de edição trabalhou pesado: dos 194 capítulos originais, a novela foi picotada para apenas 79.

A novela ganhou nova reprise no canal Viva, desta vez na íntegra, entre novembro de 2014 e junho de 2015.

AQUI tem tudo sobre Tropicaliente: trama, elenco completo, personagens, trilha sonora e mais curiosidades.

Whatsapp


Leia também