Maldição? Novela da Globo ficou marcada por tragédias com elenco - TV História

Maldição? Novela da Globo ficou marcada por tragédias com elenco

Whatsapp

Uma probabilidade: quanto mais antiga a novela, maior o número de atores do elenco falecidos. Há 33 anos, em 18 de novembro de 1988, terminava Fera Radical (disponível no Globoplay), hoje com um terço de seu elenco de atores que já nos deixaram.

Os motivos de alguns desses falecimentos foram pouco comuns, incluindo algumas tragédias.

Confira:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Tragédia em alto mar

Yara Amaral, que vivia a vilã Joana Flores, faleceu pouco mais de um mês após o último capítulo da novela. A atriz foi uma das vítimas da tragédia do Bateau Mouche, no réveillon de 1989. Levando um grupo de turistas para assistir, do mar, à queima de fogos de Copacabana, o barco Bateau Mouche IV afundou na baía de Guanabara, em 1º de janeiro de 1989. Yara tinha 52 anos.

Bala perdida

O ator Cazarré (Robério na novela) foi atingido no peito por uma bala perdida enquanto dormia em seu apartamento, em Copacabana. Ele faleceu em 26 de fevereiro de 1992 e tinha 57 anos.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Suicídio

Luís Maçãs tinha 25 anos quando interpretou o estudante Dudu em Fera Radical. Ele cometeu suicídio aos 33 anos, em 27 de julho de 1996. O ator passava por uma depressão.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Enfarte fulminante

George Otto viveu o playboy Rafael em Fera Radical. Ele faleceu pouco mais de dois anos após a novela. O jovem ator foi vítima de um enfarte fulminante em 4 de agosto de 1991. Tinha apenas 36 anos de idade.

Aids

Thales Pan Chacon (Heitor na novela) e Cláudia Magno (Vick na novela) perderam a batalha contra a Aids nos anos 1990. Thales faleceu em 2 de outubro de 1997, aos 41 anos. Cláudia morreu em 6 de janeiro de 1994, com 36 anos, enquanto estava no ar na novela das seis Sonho Meu (atualmente em reprise no Viva).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outras mortes

Carlos Kroeber (Nogueira): faleceu em 12 de junho de 1999, aos 67 anos, vítima de insuficiência cardíaca e respiratória.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Rodrigo Santiago (Jorge): faleceu em 13 de outubro de 1999, aos 56 anos, de insuficiência cardíaca após uma cirurgia.

Lícia Magna (Dulce): faleceu em 3 de julho de 2007, aos 98 anos, de falência cardíaca.

Paulo Goulart (Altino): faleceu em 31 de março de 2014, aos 81 anos. Tinha câncer.

Elias Gleizer (Donato): faleceu em 16 de maio de 2015, aos 81 anos, em decorrência de complicações causadas por uma broncopneumonia.

Chica Xavier (Júlia): faleceu em 8 de agosto de 2020, aos 88 anos, de câncer de pulmão.

Whatsapp


Leia também