“Não quero sair direto para o cemitério”, explica diretor que deixou a Globo

Whatsapp

Ator da Globo na década de 1990, tendo participado de tramas como Top Model (1989), Vamp (1991), Fera Ferida (1993) e A Próxima Vítima (1995), quando se destacou como Lucas, Pedro Vasconcelos acabou se tornando diretor de novelas da emissora a partir de 2000.

A Próxima Vítima

Trabalhando nos bastidores, Pedro voltou à mídia no ano passado ao deixar a direção artística de Além da Ilusão, novela das seis que marcará a estreia de Larissa Manoela na Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ele também acabou deixando a própria emissora, antecipando o término de seu contrato, que aconteceria neste mês de janeiro de 2022.

Larissa Manoela em Além da Ilusão

“Eu estava querendo sair desde a minha última renovação de contrato, em 2017. Aí acabei ficando por causa de Espelho da Vida. Agora, com a pandemia, as novelas foram atrasando. Eu já tinha marcado a data da saída na minha cabeça. Seria em janeiro de 2022, quando termina meu contrato. Além da Ilusão só vai acabar em agosto de 2022. Então, conversei com a direção e disse: “Vamos fechar minha conta logo aí”. Iria ficar tarde para sair depois, não quero adiar mais”, explicou o profissional à coluna de Patrícia Kogut no jornal O Globo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Questões de saúde

Pedro Vasconcelos

Na mesma entrevista, Pedro justificou sua saída da Globo por questões de saúde.

“Se vissem a cara do meu filho de 12 anos quando falei que não iria mais fazer novelas, todos entenderiam. É de cortar o coração. Eu sou muito comprometido com o trabalho. Fico um ano preso lá dentro fazendo novela. É da minha natureza passar 18, 20 horas trabalhando. Achei melhor parar”, contou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Não quero terminar como Jorge Fernando, Roberto Talma, Paulo Ubiratan e Walter Avancini, que saíram direto para o cemitério. Quando você percebe, a vida passou, e os estragos na saúde estão feitos. O trabalho na TV é desgastante. Não me sentia mais em condições de saúde. Acho que estou na idade corretinha de reformular tudo e ter uma vida mais simples e tranquila”, completou o diretor, que tem 48 anos.

Ainda em maio do ano passado, foi anunciado que Pedro fechou um acordo para produzir um filme sobre Mauricio de Sousa no streaming.

Além disso, o diretor, que é casado desde 2012 com a atriz Flávia Garrafa, quer se dedicar a outros projetos de séries e filmes.



Leia também