Musa dos anos 80 revela por que não consegue mais papéis na Globo: “Velha”

Prestes a voltar ao ar em concorrente da emissora, atriz explica o motivo de não ter recebido mais convites

Whatsapp

No ar como Dinorá em Paraíso Tropical (2007), novela em exibição no Vale a Pena Ver de Novo, Isabela Garcia vem experimentado a falta de papéis nos folhetins da Globo. A atriz, que começou na TV com quatro anos de idade, assumiu os cabelos brancos e tem tido dificuldades em conseguir trabalhos.

Cláudia Abreu, Malu Mader e Isabela Garcia nos anos 1980
Cláudia Abreu, Malu Mader e Isabela Garcia nos anos 1980

Presente em sucessos como Água Viva (1980), Corpo a Corpo (1984), Anos Dourados (1986) Bebê a Bordo (1988), Sonho Meu (1993), Celebridade (2003), entre tantos outros, Isabela está afastada das telinhas desde que participou de O Sétimo Guardião, em 2018.

A atriz tem alçado sua voz e reclamado de etarismo – discriminação e preconceito relacionado à idade. Ela, que deseja trabalhar também atrás das câmeras, contou recentemente os aspectos positivos e negativos de ter começado tão cedo na carreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Leia mais

Grisalha, feliz e desempregada

Com 56 anos de idade, Isabela, no entanto, não reclama da idade; pelo contrário, ela curte os fios grisalhos que adquiriu com o tempo. A única reclamação é a falta de oportunidades com a chegada do amadurecimento.

“Isso é algo que vai ter que acabar agora! Não há espaço para esse absurdo no nível de mudança que estamos vivendo no setor do audiovisual”, disse em entrevista ao portal Heloísa Tolipan.

“Falo ‘velha’ numa boa, acho ‘velha’ legal. Claro que desejo ter uma saúde boa, mas a passagem do tempo não me incomodou até agora. Nunca fiz nenhum procedimento estético no meu rosto, mas também não condeno quem faça”, contou ao jornal O Globo.

Grisalha desde que parou de atuar, a ex-global também revelou que precisou esconder os fios brancos por causa dos folhetins.

“Sempre tive muita vontade de ter cabelo grisalho, ficava esperando acontecer. Mas aí vinha um papel em uma novela e eu tinha que pintar os fios”, pontuou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Papéis diminuíram

Isabela Garcia e Daniel Dias em Êta Mundo Bom
Isabela Garcia e Daniel Dias em Êta Mundo Bom (Reprodução / Globo)

Antes da trama de Aguinaldo Silva, Isabela havia feito apenas uma participação especial em Êta Mundo Bom (foto acima), em 2016. Com isso, seu último papel recorrente datava de 2013, quando esteve em Malhação – Casa Cheia.

Ou seja, em dez anos, Garcia esteve apenas em duas produções como integrante fixa do elenco, uma pausa bastante longa para quem começou tão cedo nas telinhas.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Juventude na TV

Isabela Garcia e Reginaldo Faria em Água Viva
Isabela Garcia e Reginaldo Faria em Água Viva (Reprodução / Web)

E por falar em trabalhos na juventude, Isabela enumerou os lados bons e ruins de ter estreado tão cedo na profissão, o que impediu de viver sua infância em plenitude.

“O aprendizado de ter começado tão cedo, foi a responsabilidade, o profissionalismo e a ética que me acompanham. O outro lado disso, foi não ter vivenciado muito da infância e adolescência, o que fez falta”, disse ao site de Heloísa Tolipan.

Apesar de já ter feito de tudo um pouco, ainda há um desejo não realizado na carreira que ela espera colocar em prática.

“Quero trabalhar por trás das câmeras”, revelou.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


O que aconteceu com Isabela Garcia, a Dinorá de Paraíso Tropical?

Isabela Garcia

Isabela estreou nas telas em 1971, no programa Caso Especial, quando tinha apenas quatro anos de idade e, desde então, não parou mais.

Tornou-se estrela dos anos 80 e 90 na emissora carioca e participou de várias novelas marcantes, como Bebê a Bordo (1988, na foto acima), Sonho Meu (1993), Irmãos Coragem (1995), Celebridade (2003), Paraíso Tropical (2007) e Cama de Gato (2009).

Deixou a empresa no final de 2017, após 46 anos de casa, passando a ser contratada por obra certa. Mas, na época, nem bem saiu e já retornou para atuar em sua última produção (O Sétimo Guardião), logo no ano seguinte. No entanto, parou por aí.

“O meu vínculo terminou em dezembro e, em julho, eu já estava de volta”, disse ao UOL.

“O que eu acho que as pessoas nem perceberam que saí (risos). O que eu recebo muito do público é o carinho, aquele sentimento de proteção. Eu cresci diante das câmeras e isso não se perde”, assegurou.

Após um tempo sem atuar, a atriz estará em Dona Beja, primeira novela da HBO Max no Brasil. Na produção, prevista para estrear no próximo ano, Isabela estará ao lado de nomes como Grazi Massafera, David Junior, Bianca Bin, Deborah Evelyn, Otávio Müller, entre outros.

Whatsapp


Leia também