Muito antes de Faustão, Globo se mexeu para enfrentar saída de Silvio Santos

Whatsapp

Apresentado na TV Paulista desde 1962, o Programa Silvio Santos continuou a ser exibido normalmente quando a emissora passou a ser a TV Globo de São Paulo, em 1965. A partir de 1969, a atração passou a ser exibida para o Rio de Janeiro e outras localidades brasileiras.

Guardadas as devidas proporções, a saída de Silvio Santos da Globo, em 25 de julho de 1976, pode ser comparada com o encerramento do Domingão do Faustão, cuja última edição foi exibida no domingo passado (13), sob o comando de Tiago Leifert – o derradeiro programa com o titular foi no dia 6 de junho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

A saída de Silvio Santos, que ocupava praticamente toda a faixa dominical da Globo, foi a mudança mais drástica da emissora neste dia até a chegada de Faustão, em 1989. Agora, uma nova movimentação acontece, só quem em menor volume, já que o Domingão ocupa apenas duas horas da grade, mas esse número já foi maior.

Desde o início, Silvio alugava os horários na Globo, fazendo com a emissora deixasse de receber polpudos lucros. Além disso, colocava no ar o que bem entendesse e promovia seus produtos e empresas, como o Baú da Felicidade.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Após diversas ameaças de Roberto Marinho, dono da Globo, Silvio acabou deixando a emissora ao término de seu contrato, em 25 de julho de 1976.

O último programa foi normal, como se nada de especial estivesse acontecendo. Em Viva o Samba, Silvio recebeu Emilio Santiago, Renata Lu, Ellen de Lima, Garotos de Ouro, Lincoln, Gilson de Souza e Alcione.

Cláudio Cavalcanti e Elizabeth Savalla participaram de Quem Sabe Mais, o Homem ou a Mulher, com seus respectivos cônjuges. Nívea Maria esteve no Boa Noite Cinderela.

Menina dos olhos de Silvio naquela época, o Arrisca Tudo contou com o candidato Ronaldo Bandeira, que entrava em sua sétima semana na atração respondendo sobre a poluição. Para completar, foram exibidos os calouros e o Só Compra Quem Tem, com participação dos clientes do Baú.

Na semana seguinte, Silvio já dava expediente normalmente na TVS, canal 11 do Rio de Janeiro, de sua propriedade, e na Rede Tupi, que passava a exibir a maratona dominical.

Enquanto isso, a Globo montou uma operação de guerra, colocando no ar programas novos e remanejando outros de lugar.

Às 11h, foi ao ar o desenho Scooby Doo; às 12h, a emissora reprisou a série O Planeta dos Macacos, que havia feito sucesso semanas antes; às 13h, estreou o Domingo Gente, com diversas reportagens – Paulo Gracindo, Carlos Cachaça, Carmem Miranda e Yara Cortês estiveram entre os primeiros convidados.

Às 15h, foi exibido o Esporte Espetacular, com notícias dos Jogos Olímpicos de Montreal, que acontecia naquela época; às 16h, a Globo mostrou um especial com o paranormal israelense Uri Geller, com apresentação de Hilton Gomes. Centenas de pessoas foram ao teatro da emissora, na capital paulista, para levar relógios quebrados e objetos para serem entortados.

As grandes apostas ficaram por conta do Moacyr TV, com Moacyr Franco e Pepita Rodrigues (17h), Globo de Ouro (18h) e 8 ou 800 (19h), programa de perguntas e respostas com Paulo Gracindo e Silvia Bandeira, que concorria diretamente com o Arrisca Tudo.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

Às 20h, a grade da emissora prosseguia normalmente com a chegada do Fantástico.

A Globo ficou por anos tentando achar soluções para concorrer com Silvio Santos, sem sucesso. No entanto, esse problema foi resolvido em 1989, com a chegada de Fausto Silva, que, 32 anos depois, deixou o canal e abriu espaço para Tiago Leifert e, posteriormente, Luciano Huck.

Whatsapp


Leia também