Morre o ator e diretor Cecil Thiré, que lutava há anos contra doença - TV História

Morre o ator e diretor Cecil Thiré, que lutava há anos contra doença

Whatsapp

Dono de importantes personagens na história da teledramaturgia brasileira, Cecil Thiré morreu nesta sexta (09), aos 77 anos. O ator e diretor enfrentava o mal de Parkinson há alguns anos e nos deixou em sua casa, no Humaitá, no Rio de Janeiro (RJ).

Filho de Tônia Carrero, iniciou sua carreira na televisão em 1967, na novela Angústia de Amar.

Esteve em inúmeras tramas da Rede Globo, como O Espigão, Escalada, Duas Vidas, Sol de Verão e Champagne.

Em 1986, se destacou como Mário Liberato, de Roda de Fogo. Em 1989, viveu o vilão Alex Kundera em Top Model.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Depois de participar de Pedra Sobre Pedra e Renascer, foi Adalberto Vasconcelos, o grande serial killer de A Próxima Vítima, em 1995.

Também atuou em Quem é Você?, Zazá, Labirinto, A Muralha, Os Maias, A Padroeira, Kubanacan, Celebridade e no Zorra Total.

Em 2006, foi para a Record, onde teve papeis em Cidadão Brasileiro, Vidas Opostas e Poder Paralelo. Sua última presença no vídeo foi em Máscaras, em 2012, quando viveu Eduardo Sotero.

Desde então, estava afastado para enfrentar os problemas de saúde. Ele morreu em virtude das complicações do Mal de Parkinson.

Cecil deixa a esposa, Nancy Galvão, e quatro filhos: Miguel; Thiré, Carlos Thiré, Luísa Thiré e João Cavalcanti Thiré.



Leia também