Mila Moreira foi a primeira modelo a ter uma carreira sólida na TV

Mila Moreira foi a primeira modelo a ter uma carreira sólida na TV

Whatsapp

Faleceu na madrugada dessa segunda-feira (6), aos 75 anos, a atriz e ex-modelo Mila Moreira, figura conhecida das passarelas da década de 1960 e da televisão, principalmente da década de 1980, em que atuou em várias novelas, seguidamente.

Marilda Alves Moreira da Silva nasceu em São Paulo em 18 de maio de 1946. Em 1960, foi Miss Luzes da Cidade, em São Paulo. Logo começou a desfilar.

Mila Moreira

Foi manequim exclusiva da Rhodia Têxtil entre 1963 e 1970 e, posteriormente, teve uma escola de modelos no Rio de Janeiro.

Entre seus relacionamentos amorosos, Mila Moreira foi casada com o ator Luis Gustavo e com o designer Hans Donner, além de ter namorado o produtor musical Ronaldo Bôscoli e os atores Gracindo Júnior e Eduardo Conde.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Parceria com Cassiano Gabus Mendes…

Mila Moreira e Armando Bogus

Na televisão, Mila Moreira era presença constante em novelas de Cassiano Gabus Mendes, de quem foi cunhada. Foi ele que a lançou, em Marron-Glacé, 1979, no papel de Érika, executiva do bufê de Madame Clô (Yara Côrtes), por quem o garçom Nestor (Armando Bógus) se apaixona perdidamente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O universo da moda serviu de pano de fundo para a novela seguinte de Cassiano, Plumas e Paetês (1980-1981), e Mila, logicamente, estava lá, inclusive desfilando.

Ela era a manequim Dorinha, a mais experiente de um grupo de modelos formado por Ísis de Oliveira, Maria Cláudia, Lúcia Alves e Angelina Muniz, entre outras atrizes e modelos.

Mila Moreira e Sandra Brea em Elas por Elas

Em Elas por Elas (1982) – Cassiano de novo – Mila Moreira foi Marlene, uma das sete amigas protagonistas que se reencontram vinte anos depois e têm suas vidas alteradas. Marlene era a mais tímida, a “solteirona”, e o principal alvo da neurótica Natália (Joana Fomm).

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 1983, Roberto Talma foi contratado pela TV Bandeirantes e levou consigo alguns astros globais. Mila atuou na novela Sabor de Mel, de Jorge Andrade, como a modelo Luba Assunção, amiga da protagonista Laura (Sandra Bréa).

Neste ano, de volta à Globo e de volta a uma trama de Cassiano Gabus Mendes: Champagne, Mila viveu a ardilosa Fernanda, que acaba assassinada, e repetiu a dobradinha com Armando Bógus, de Marron-Glacé: o homem simplório que se apaixona pela bela inatingível.

Mila Moreira em Corpo a Corpo

Em 1984-1985, foi Cristina, em Corpo a Corpo (de Gilberto Braga), mãe de Zeca, personagem de Caíque Ferreira.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em 1985, participou de Ti-ti-ti, de Cassiano, como ela mesma, a ex-modelo e atriz Mila Moreira, provando vestidos de Victor Valentim como espiã do rival dele, Jacques Leclair. Em 1986, outra participação, desta vez na TV Manchete, na novela Mania de Querer, de Sylvan Paezzo.

Meu Bem, Meu Mal

Em 1987-1988, na novela Bambolê (de Daniel Más), foi a socialite Mumu Soares, amiga da vilã Fausta (Joana Fomm). Em 1989, em novo trabalho com Cassiano Gabus Mendes, foi Zmirá, dama de companhia e puxa-saco da Rainha Valentine (Tereza Rachel).

Em 1990-1991, em Meu Bem Meu Mal, também de Cassiano, foi Bianca, a eficiente secretária da diretoria da Venturini Designers.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

…e com Maria Adelaide Amaral

Mila Moreira e Norton Nascimento em A Próxima Vítima

Mila concluiu sua parceira com Cassiano Gabus Mendes no último trabalho dele, O Mapa da Mina, em 1993, como Carlota, parceira de Rodolfo (Mauro Mendonça) na busca pelos diamantes desaparecidos da história.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros trabalhos de destaque na década de 1990: Regina na minissérie Anos Rebeldes (1992), de Gilberto Braga; Carla na novela A Próxima Vítima (1995), de Silvio de Abreu; e Marilu no remake de Anjo Mau (1997-1998), de Maria Adelaide Amaral.

Mila Moreira

Nas décadas seguintes, Mila Moreira foi vista em trabalhos como as minisséries Os Maias, O Quinto dos Infernos, Um Só Coração, JK e Queridos Amigos, e em novelas como os remakes de Ciranda de Pedra, Ti-ti-ti e O Astro, e em Sangue Bom e A Lei do Amor – a maioria da amiga Maria Adelaide Amaral.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Mila Moreira foi a precursora das modelos que se tornam atrizes – ainda que antes, isoladamente, tivesse havido outros casos.

Porém, foi a primeira modelo a fazer efetivamente uma carreira na televisão, mais longeva que sua própria carreira nas passarelas.

E foi a primeira a carregar o estigma de “atriz ex-modelo” (Vera Fischer, por exemplo, foi modelo antes de ser atriz, mas nunca carregou este estigma, pois era lembrada por ex-Miss Brasil).

Vilã ou mocinha, amante, mãe ou melhor amiga, Mila sempre será lembrada pelos papeis de mulher fina, rica ou descolada, herança de sua natural elegância.

Whatsapp


Leia também