Melhor ou pior? Como eram as tardes do SBT antes de Casos de Família

Whatsapp

André Santana

Os últimos dias foram intensos nos bastidores do SBT. A emissora de Silvio Santos anunciou o fim do Casos de Família, programa que esta no ar há incríveis 18 anos. Porém, na semana seguinte, o canal “cancelou o cancelamento”. A atração de Christina Rocha seguirá na grade da emissora. Ao menos, até segunda ordem.

O quase cancelamento do Casos de Família alcançou ampla repercussão nas redes sociais. Afinal, é difícil para o espectador do SBT imaginar suas tardes sem o telebarraco, tendo em vista que a atração está no ar desde 2004. São quase 20 anos mostrando populares “lavando a roupa suja” diante do país inteiro – antes disso, a programação do canal tinha nomes como Sônia Abrão (foto acima) e enlatados.

Leia mais

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Jovens tardes

Casos de Família - Regina Volpato

O programa está no ar há tanto tempo que lembrar o que o SBT exibia em suas tardes até lançá-lo não é uma tarefa fácil. Antes de Regina Volpato dar início ao Casos de Família, a programação vespertina do SBT era tomada por novelas, filmes e séries, além de reprises de um clássico programa com Celso Portiolli.

Na semana anterior à estreia da atração, a grade vespertina do SBT era aberta com a sitcom Três É Demais, seguida de uma trinca de novelas. A emissora reprisava Pícara Sonhadora (2001) e Marimar, além de exibir a inédita mexicana Amor Real.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Séries que marcaram época no SBT

Um Maluco no Pedaço

Em seguida, às 15 horas, a clássica sessão Cinema em Casa exibia filmes. Logo depois, o canal reapresentava o programa Xaveco, com Celso Portiolli. Na época, o apresentador encarava uma fria geladeira na emissora, em razão do cancelamento do Curtindo uma Viagem, mas seguia no ar com reprises.

No final da tarde havia mais séries, frutos de uma parceria entre o SBT e a Warner. Um Maluco no Pedaço, com Will Smith, e Smallville – As Aventuras do Superboy, que narrava a adolescência de Clark Kent (Tom Welling), encerravam a grade vespertina.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outros clássicos

Falando Francamente

Porém, antes desta grade, o SBT já teve outros programas vespertinos que ficaram na memória do público. Sonia Abrão, atualmente em destaque na RedeTV! com o A Tarde É Sua, passou por ali com o Falando Francamente, que foi exibido diariamente entre 2002 e 2003. Em 2004, ele passou a ser semanal, aos sábados.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Outro programa muito lembrado das tardes do SBT é o Programa Livre, de Serginho Groisman. A atração passou por vários horários na emissora, chegando inclusive à faixa nobre, mas era exibida entre 15h30 e 16h30 quando o apresentador deixou a casa, em 1999.

Fantasia

O game show Fantasia, que reunia mulheres saltitantes e apresentadoras distribuindo prêmios, também fez sucesso nas tardes do canal entre 1997 e 1998. Sua fase clássica durou menos de um ano, mas é lembrada até hoje pelos fãs.

Vale lembrar ainda a passagem de Angélica pelas tardes do SBT. A apresentadora estreou no canal em 1993, à frente do infantil Casa da Angélica, na qual vivia personagens, comandava brincadeiras e anunciava desenhos animados. Além do infantil, Angélica fez sucesso no horário com os games TV Animal e Passa ou Repassa.

Até mesmo Elke Maravilha, clássica jurada do Show de Calouros, passou pelas tardes da emissora de Silvio Santos. A artista comandou um talk show, no qual recebia convidados e atrações musicais.

Whatsapp


Leia também