Marielle, filmes e mais: como a Globo celebrará o Dia da Consciência Negra - TV História

Marielle, filmes e mais: como a Globo celebrará o Dia da Consciência Negra

Whatsapp

Numa demonstração clara de que pretende valorizar ainda mais a pluralidade racial, a Globo programou uma série de ações para celebrar o Dia da Consciência Negra (20 de novembro).

O carro-chefe é o especial Falas Negras, que traz um recorte com depoimentos de ativistas negros de todo o mundo, sejam eles célebres ou não. As falas serão reproduzidas em ordem cronológica, para manter-se fiel ao fluxo histórico da resistência negra.

O especial é escrito por Manuela Dias e dirigido por Lázaro Ramos. No elenco, destaque para Taís Araújo, como a vereadora Marielle Franco, vítima de um atentado criminoso. O ex-BBB Babu Santana também participa.

Além do programa, duas sessões de filmes serão dedicadas à celebração da data. Confira abaixo:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


Negros que fizeram história

Na Sessão da Tarde de sexta, dia 20, vai ao ar Mãos Talentosas – A História de Ben Carson. Protagonizado por Cuba Gooding Jr. na pele do personagem título, o filme é baseado em uma história real e mostra como um menino pobre de Detroit se torna o diretor do Centro de Neurologia Pediátrica de um importante hospital.

Em meio ao seu vasto legado, destaca-se um procedimento cirúrgico para a separação de gêmeos siameses, realizado em 1987. A história também destaca como a mãe foi fundamental para a guinada do jovem médico.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE


As comemorações ao Dia da Consciência Negra também se estendem à madrugada de sábado para domingo. No Supercine do dia 21, a Globo exibe Selma – Uma Luta Pela Igualdade, cinebiografia do pastor protestante e ativista social Martin Luther King, Jr (David Oyelowo).

O roteiro reproduz as históricas marchas realizadas por ele, junto com manifestantes pacifistas em 1965, entre a cidade de Selma, no interior do Alabama, até a capital do estado, Montgomery, em busca de direitos eleitorais iguais para a comunidade afro-americana.

Sobre o autor

Piero Vergílio é jornalista profissional desde 2006. Já escreveu sobre diversos temas, mas há algum tempo, tem se dedicado ao que realmente gosta: trazer notícias sobre o universo da televisão. No Twitter, interage com outros fãs do veículo no perfil @jornalistavetv. Agora, sua história se cruza com a do TV História.



Leia também